MENU

Centro-Oeste tem finalistas da Olimpíada de Língua Portuguesa

Centro-Oeste tem finalistas da Olimpíada de Língua Portuguesa

Atualizado: Segunda-feira, 10 Novembro de 2008 as 12

Monjolinho é um assentamento rural do município de Anastácio (MS), a 132 quilômetros de Campo Grande. “É uma terra de gente humilde, que vive da plantação, do que planta e colhe no chão, e que vive com o frio e o calor típicos da região”. É assim que Isaias Bonfim da Silva, 16 anos, um dos finalistas da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, no gênero poesia, vê o lugar onde vive.

Isaias é estudante do sexto ano da Escola Municipal Rural Novo Progresso, de Monjolinho. Para ele, será importante vir a Brasília representar o município. A professora Juçara Rocha da Silva atribui o sucesso de Isaias à união: “Eu acreditei em meu aluno e ele acreditou em mim”.

Na etapa do Centro-Oeste da olimpíada, gênero poesia, realizada em Goiânia, foram classificados sete estudantes e sete professores para a final, que será realizada em Brasília, em 1º de dezembro. Dois são de Goiás, dois de Mato Grosso, dois de Mato Grosso do Sul e um do Distrito Federal. No próximo mês, eles estarão na final com os outros 28 classificados das demais regiões do país.  

Para o diretor de Políticas de Formação da Secretaria de Educação Básica (SEB), Marcelo Soares, as etapas regionais são importantes porque os professores conferem os resultados práticos do ensino da língua portuguesa ao dialogar com outros professores e com alunos de diferentes localidades. “A olimpíada fortalece o protagonismo do professor no desenvolvimento do ensino e da aprendizagem da língua e da linguagem”, explica.

Neste primeiro ano como política pública, a olimpíada teve a participação de seis milhões de alunos, 200 mil professores e 55 mil escolas. Do Distrito Federal, participaram 364 instituições de ensino (65% do total da rede pública); de Goiás, 1.813 (61%); de Mato Grosso, 1.125 (54%) e de Mato Grosso do Sul, 764 (88%).

Criada em parceria pelo Ministério da Educação, Fundação Itaú Social e Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), a olimpíada é uma forma de estimular nos estudantes o gosto pela leitura e de aprimorar o ensino da escrita em escolas públicas. A próxima etapa regional começa na segunda-feira, dia 10 de novembro, em Belém, e se estenderá até a quarta-feira 12.

veja também