MENU

Cerca de 900 alunos assistem ao Tropa de Elite 2 e conhecem atores

Cerca de 900 alunos assistem ao Tropa de Elite 2 e conhecem atores

Atualizado: Sexta-feira, 22 Outubro de 2010 as 4:35

Sulacap, zona oeste do Rio de Janeiro, manhã de sexta-feira, dia 22 de outubro. Dentro do complexo de cinemas Cine 10, cerca de 900 alunos de escolas da rede estadual, todas na região, se reuniram para assistir ao filme Tropa de Elite 2 e tiveram contato direto com os atores André Ramiro, o Matias, e Sandro Rocha, que interpreta o policial Rocha. O diretor José Padilha também esteve presente.

A iniciativa faz parte do programa Cinema Para Todos, organizado pelo governo do Estado. Além dos três ícones do filme, o secretário estadual de educação, Wilson Risolia, e a secretária de cultura, Adriana Rattes, participaram da promoção do projeto. De acordo com ela, o programa é uma importante ferramenta para a formação dos cidadãos.

A reação dos alunos em relação aos governantes não chamou grande atenção. Antes do discurso programado, palmas discretas e uma resposta quase que automática ao bom dia. Mas quando os personagens da montagem do filme entravam em ação, a postura era bem diferente, sobretudo no momento em que André Ramiro tomava o microfone. A cada palavra, aplausos contundentes e a cada despedida o grito de “Matias, Matias, Matias”. O ator aprovou o projeto.

-A iniciativa é muito legal. Espero que eles discutam e debatam isso em sala de aula. É uma realidade da cidade, a realidade que muitos deles vivem, que nós vivemos. Esses alunos são o nosso futuro. Espero que tirem coisas positivas, que aprendam.

Sandro Rocha, que gerou polêmica por interpretar o chefe de uma milícia que atua justamente em uma favela da zona oeste carioca, considera que o filme pode ser servir de exemplo a não ser seguido. Por isso, o fato de os jovens assistirem se torna ainda mais importante.

-Achei fantástico. Tudo que envolva cultura é importante para os jovens. Com certeza eles vão ter uma outra perspectiva de tudo agora. Isso vai ajudar. Eles vão saber como não agir, vão ver exemplos que não devem ser seguidos.

O programa Cinema Para Todos está em sua segunda edição, a primeira foi iniciada em novembro de 2008 e se estendeu até 2009. Até esta sexta, 297 mil alunos haviam sido beneficiados. A secretária de cultura explicou os objetivos do projeto.

- Temos de oferecer uma informação variada. A cultura é o que forma o cidadão. E esse é o principal objetivo do programa. Assim, podemos cativar esses alunos. O filme é muito bom, de muito sucesso. Com isso, eles assistem, gostam e voltam para ver outros filmes.

Por: Bruno Rousso

veja também