MENU

Classe C deve gastar R$ 5,29 bilhões com livros e material escolar

Classe C deve gastar R$ 5,29 bilhões com livros e material escolar

Atualizado: Terça-feira, 11 Janeiro de 2011 as 1:12

O começo de cada ano é um momento delicado para o orçamento de muitos brasileiros, por conta das várias despesas que se acumulam. E um desses gastos que aparecem no mês de janeiro é com o material escolar dos filhos.

De acordo com um levantamento feito pelo Instituto Data Popular e divulgado nesta segunda-feira (10), em média, uma família da classe C deve gastar R$ 254,32 em livros e materiais escolares, com cada aluno matriculado em qualquer nível de ensino.

Realizado com dados da POF (Pesquisa de Orçamento e Família) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o estudo ainda revelou que a soma dos gastos de todo esse grupo vai somar R$ 5,29 bilhões neste ano.

Outras rendas, diferentes gastos

Em relação a outras faixas de renda, verificou-se que as famílias das classes A e B, juntas, vão gastar menos, um total de R$ 5,18 bilhões. Porém, seu gasto médio será maior do que o da classe C, ficando na casa de R$ 1.099,84 por estudante.

A classe D, por sua vez, contabiliza um gasto total de R$ 2,27 bilhões com material escolar e um gasto médio de R$ 75,80.

Assim, em 2011, a expectativa é que as famílias brasileiras gastem R$ 12,74 bilhões com o material escolar e os livros.

Compras coletivas

De acordo com o relatório do levantamento, a compra compartilhada pode ser uma opção para aqueles que têm o orçamento apertado e precisam de alívio nos gastos.

"Toda vez que a população consegue se reunir para comprar material em conjunto, em média se economiza 10%. É melhor do que qualquer aplicação financeira", explica o sócio-diretor do instituto, Renato Meirelles.

Para se ter uma ideia, uma pesquisa feita pelo Data Popular revela que, nos últimos 30 dias, 23% da classe D participou de compras coletivas. Em compensação, 16% da classe C recorreu a esse artifício, enquanto que apenas 10% das classes A e B fizeram compras conjuntas.

Por: Fernanda de Moraes Bonadia

veja também