MENU

Com projeto inovador, professora do PR vai representar o país nos EUA

Com projeto inovador, professora do PR vai representar o país nos EUA

Atualizado: Terça-feira, 16 Agosto de 2011 as 12:38

A professora Vera Beatriz com o alunos do Colégio Estadual Eron

Domingues, em Marechal Cândido Rondon, Oeste do Paraná, durante

o desenvolvimento do projeto (Foto: Divulgação)

  A professora da rede estadual de ensino do Paraná Vera Beatriz Hoff Pagnussatti, de Marechal Cândido Rondon, foi premiada como Educadora Inovadora do ano por desenvolver uma nova forma de ensinar português. Em novembro, ela vai representar o Brasil e concorrer com 75 países na última etapa do concurso internacional. 

Depois de mais de 26 anos em salas de aula, a professora teve a inciativa de promover uma parceria com um jornal da cidade e trazer os exemplares diários para a sala de aula. Com o objetivo de trabalhar os gêneros jornalísticos, além de desenvolver a argumentação, mais de 50 jornais por dia eram lidos e estudados pelos alunos da 8ª série do Ensino Fundamental e do 1º ano do Ensino Médio.

Em entrevista ao G1 , Vera Beatriz contou que o com envolvimento dos estudantes o projeto cresceu e eles criaram um jornal on-line, hospedado no site do colégio. Além disso, para a professora o mais gratificante é ver o interesse e a melhora no aprendizado dos estudantes.

"Os alunos do projeto demonstraram um desenvolvimento muito bom em leitura e escrita. Agora todo mundo lê, antes ninguém tinha hábito. Vi um crescimento de argumento muito bom, oralidade, escrita. Os temas mais polêmicos fazem o aluno pensar", explica.

Mais de 1.400 projetos foram inscritos na primeira fase do concurso promovido pela Microsoft. Na fase final, Vera Beatriz irá apresentar o projeto a uma banca avaliadora em Washington, nos Estados Unidos.  A representante do Brasil vai concorrer com outros 75 países.

Vera Beatriz na premiação de Educadora Inovadora

2011 (Foto: Divulgação)

  De acordo com o diretor de Educação da Microsoft Brasil, Emílio Muraro, o prêmio é um meio de valorizar os educadores, que também são protagonistas no processo de desenvolvimento do país. “O aprimoramento da qualidade da educação brasileira é uma prioridade para a empresa que reconhece essa questão como fundamental para que a nossa nação se torne ainda mais competitiva no contexto mundial", afirma.

A professora disse que tem se preparado para a fase final, estudado inglês e que está confiante. Contudo, para ela, o mais importante foi perceber que o Paraná tem condições de competir com o mundo. "O Paraná tem investido bastante em tecnologia e foi importante perceber que mesmo no interior a gente tem condições muito boas de trabalho, tem trabalho bom em todos locais. Basta ter boas ideias e inciativa", conclui.            

veja também