MENU

Começa curso sobre conselhos escolares

Começa curso sobre conselhos escolares

Atualizado: Quarta-feira, 29 Outubro de 2008 as 12

Cerca de 3 mil técnicos e dirigentes das secretarias estaduais e municipais de educação de todo o país começam na próxima segunda-feira, 3 de novembro, um curso de formação continuada, a distância, sobre conselhos escolares. Promoção da Secretaria de Educação Básica (SEB) em parceria com o Centro de Educação a Distância da Universidade de Brasília (UnB), o curso tem como núcleo o estudo da gestão democrática da educação e a participação da comunidade no conselho da escola.

Durante 80 horas, os funcionários públicos das secretarias vão aprofundar os conteúdos sobre os conselhos escolares, temática que abrange desde a criação, por lei, à representação e responsabilidade que têm os conselhos na busca da qualidade do ensino básico. O curso começa em novembro e vai até maio de 2009, com um intervalo no mês de janeiro.

O coordenador do Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares da SEB, Roberto Júnior, explica que cada cursista, selecionado entre 6 mil inscritos, receberá esta semana uma senha para começar a formação na segunda-feira. Assim que entrar na plataforma do curso, o aluno encontrará uma mensagem do tutor que vai acompanhá-lo nos próximos seis meses e iniciar as primeiras tarefas.

O coordenador recomenda que para ter bom aproveitamento e obter o certificado de extensão da UnB, é importante que o servidor estabeleça um cronograma de estudos, defina pelo menos uma hora por dia para as atividades e que dialogue com o tutor e com seus colegas de turma.

Mesmo que seja um curso a distância, explica Roberto Júnior, dirigentes e técnicos pertencerão a uma turma de 40 a 50 alunos de diferentes localidades do país, coordenados por um tutor. Uma vez por semana, horário que será combinado entre os alunos e o tutor, haverá um chat (bate-papo virtual) com um especialista, sobre os conteúdos dos cadernos de estudo, que são a base do curso. Os alunos também terão vídeos, textos e uma biblioteca virtual disponíveis na plataforma moodle.

Têm preferência na formação os técnicos e dirigentes dos 1.821 municípios prioritários nos planos de ações articuladas (PAR) e dos municípios com Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) abaixo da média nacional, que em 2007 foi de 4,2 pontos, numa escala de zero a dez. Roberto Júnior explica que cerca de 2 mil servidores farão a primeira fase do curso (correspondente aos cinco primeiros cadernos) e outros 600, a fase dois (cadernos de seis a dez da coleção).

Evolução

A formação de técnicos e dirigentes municipais e estaduais de educação sobre conselho escolar começou em 2005. Naquele ano, participaram da primeira fase 3.854 cursistas; em 2006, 3.148; e no primeiro semestre de 2008, 1.098 (primeira fase) e 408 (segunda). Em 2007, a SEB desenvolveu um projeto piloto com conselheiros escolares estaduais e municipais de escolas públicas de Natal. O objetivo, explica Roberto Júnior, foi testar o funcionamento do modelo de formação a distância para pais, alunos, professores, diretores. A conclusão da Secretaria de Educação Básica é que a comunidade escolar tem maior aproveitamento quando o curso combina encontros presenciais e a distância.

veja também