MENU

Conferência terá debate sobre inclusão de história afro-brasileira nos currículos

Conferência terá debate sobre inclusão de história afro-brasileira nos currículos

Atualizado: Quarta-feira, 16 Abril de 2008 as 12

A inclusão da história da África e dos afro-descendentes no currículo do ensino médio será debatida na Conferência Nacional de Educação Básica, nesta quarta-feira, dia 16/04, em Brasília, quando será lançado um livro sobre o tema – ''A Lei 10. 639 na Educação Profissional'', de Elias Vieira de Oliveira e Antonia Elisabeth Nunes. A obra resulta de uma série de oficinas promovidas, em 2007, pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) com representantes da rede de escolas de formação de trabalhadores.

Na conferência, especialistas e educadores de todo o país estão discutindo alternativas para melhorar o ensino e promover o efetivo aprendizado para as crianças brasileiras. O tema central do evento é “a construção de um sistema nacional articulado de educação”.

A Lei 10.639 trata da obrigatoriedade da inclusão das histórias da África e afro-brasileira, além das relações étnico-raciais nos currículos de ensino médio. Esses temas serão incluídos de maneira transversal nas disciplinas de artes, sócio-históricas e de português e literatura. A lei, promulgada em 2003, responde a demandas históricas dos movimentos sociais.

Os autores, técnicos da Setec, participarão do debate sobre educação e afro-descendência, previsto para iniciar às 15h, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães. Segundo Elias Oliveira, a intenção é levar a discussão a respeito do tema para dentro das salas de aula, de forma a diminuir o preconceito e mudar a abordagem dos currículos, hoje muito centrados na história do velho mundo. “É necessário mostrar a luz que vem da África”, diz Oliveira.

veja também