MENU

Conheça as dicas para ir bem no Enem

Conheça as dicas para ir bem no Enem

Atualizado: Terça-feira, 28 Julho de 2009 as 12

Para quem pretende iniciar 2010 dentro da universidade, as mudanças no sistema de seleção para o ensino superior trouxeram muita expectativa. O novo Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, será utilizado como forma de ingresso em pelo menos 40 das 55 universidades federais do país - entre elas a UFMT, Universidade Federal de Mato Grosso, que adotará o sistema como única forma de seleção já neste ano.

O especialista em educação Sérgio Cintra explica que a nova prova - que terá 180 questões de múltipla escolha e uma redação - vai privilegiar a capacidade de análise, o senso crítico e a habilidade do aluno em relacionar o aprendizado escolar com a realidade em que vive. "É uma nova ótica sobre o conhecimento. Eles vão ser estimulados a propor soluções para situações do dia a dia", explica o professor.

Para quem vinha se preparando para o vestibular tradicional a prova surge como um novo desafio. É o caso de Kethellen Teixeira, de 17 anos, que já se inscreveu para o Enem. "Achei que a mudança ficou muito em cima. O modelo pode ser bom, mas não sei se o tempo é suficiente para me preparar. Sem falar que não são todos os professores que já se adaptaram às novas exigências de ensino", diz a estudante, que ainda enfrenta o dilema da escolha da carreira - está dividida entre os cursos de ciências contábeis e turismo.

Sérgio Cintra diz que não são poucos os jovens que se sentem inseguros com a novidade. "Decorar não vai mais adiantar, será preciso produzir sentidos. O aluno deve realmente se preocupar não apenas com seu próprio método de estudo mas também com os professores e o material didático. É preciso buscar uma metodologia de ensino diferente, antenada com a nova realidade. O educador precisa estar pronto para conduzir o aluno dentro de uma nova filosofia", diz Sérgio, lembrando a importância de um estudo que ensine a pensar e compreender o mundo.

Para Sérgio Cintra, apesar do impacto inicial, não há o que temer. A longo prazo, o novo Enem vai beneficiar os estudantes, pois criará uma cultura de educação que valoriza a construção do conhecimento e o desenvolvimento da cidadania. "Trazendo o cotidiano para o exame, vai ser possível ver como o aluno emprega os conceitos aprendidos em prol da sociedade", acredita.

O professor recomenda que o aluno leia bastante. Mas leia se preocupando em interpretar os textos. Entender o que está escrito e o que é pedido é fundamental. Ter senso crítico também. "Há muitas perguntas em que a resposta é apenas uma questão de raciocínio", ressalta. Valorizar o raciocínio lógico é outra característica muito importante. "A palavra mais importante da vida das pessoas é ''porquê''. Vivemos diante de tantas coisas sem saber seus processos e motivações. Com o novo Enem quem se preocupar com os ''porquês'' terá um diferencial. É um estímulo para que os estudantes passem a pensar e refletir", conclui Sérgio Cintra.

Veja algumas dicas do Professor Sérgio Cintra:

Ler bastante Dominar interpretação de textos Trabalhar assuntos cotidianos e a diversidade regional Desenvolver o senso crítico Compreender as relações de causa e conseqüência entre os fatos históricos e o presente Esquecer a "decoreba" e buscar entender os processos Valorizar o raciocínio lógico Capacidade de "enxergar" em tudo a tese, a antítese e a síntese

veja também