MENU

Convênio EAD-USP concretiza primeiros estágios na Europa

Convênio EAD-USP concretiza primeiros estágios na Europa

Atualizado: Sexta-feira, 14 Agosto de 2009 as 12

Um grupo de sete alunos da Escola de Engenharia Aeronáutica da USP em São Carlos inicia em setembro próximo, na Europa, um programa de treinamento e qualificação em instalações da EADS - European Aeronautic Defence and Space Company. Os estágios, com duração de seis a dez meses, serão realizados nas plantas industriais da Eurocopter (França) e da Airbus (França e Alemanha), e são resultado do convênio firmado em dezembro de 2008 entre o grupo empresarial europeu e a escola de Engenharia de São Carlos, que pertence à USP, com o objetivo de oferecer treinamento não acadêmico para alunos do 5º ano, permitindo vivenciarem na prática o dia-a-dia de uma grande empresa aeronáutica.

A concretização do convênio será anunciada durante a VI Semana de Engenharia Aeronáutica promovida pelo Departamento de Engenharia de Materiais, Aeronáutica e Automobilística da Escola de Engenharia de São Carlos, evento que terá início nesta segunda-feira, dia 17, no Campus da USP de São Carlos, e que tem a EADS como um dos patrocinadores.

O projeto de estágios dos alunos da universidade na EADS teve início no ano passado, com a visita ao Brasil do vice-presidente de Gestão de Executivos e Talentos do Grupo EADS, Thorsten Möllmann, para conhecer a qualidade da capacitação de técnicos de nível superior no país. "Até o ano de 2020, a EADS tem planos para transferir 40% das compras e 20% de sua mão-de-obra para países fora da Europa, entre os quais o Brasil", afirma presidente do Conselho de Administração da EADS Brasil, Eduardo Marson Ferreira. "Para operar o processo de expansão da EADS no Brasil, é fundamental a preparação de mão-de-obra qualificada, e a qualidade da capacitação de engenheiros aeronáuticos oferecida pela USP de São Carlos foi reconhecida como de excelência", diz o executivo.

Segundo o Prof. Fernando Martini Catalano, coordenador da Comissão Organizadora do curso e gestor do convênio, a escolha dos estagiários foi baseada em currículo, notas, domínio de inglês e, principalmente, engajamento em relação à especialidade. Após o estágio o estudante terá que voltar para finalizar o curso no Brasil.

Para o presidente do Conselho de Administração da EADS, uma das características marcantes do setor aeroespacial em todo o mundo é o intenso relacionamento entre os setores acadêmico e industrial, a partir de parcerias voltadas para a pesquisa científica e tecnológica. "No Brasil não é diferente" afirma. "Por isso a EADS decidiu firmar esse convênio com a USP de São Carlos, que em setembro começará a propiciar uma experiência inédita para estudantes brasileiros. Pela excelência do curso de Engenharia Aeronáutica, por sediar a área de manutenção da TAM, a maior especializada em aeronaves Airbus na América Latina, por estar muito próxima da Academia da Força Aérea de Pirassununga e da fábrica da Embraer em Gavião Peixoto, o município de São Carlos avança rápido para se tornar um novo cluster aeronáutico brasileiro", conclui.

veja também