MENU

Cursos on-line preparam aluno para o vestibular

Cursos on-line preparam aluno para o vestibular

Atualizado: Quinta-feira, 16 Outubro de 2008 as 12

Se passar no vestibular já é difícil para quem pode se dedicar diariamente aos estudos, imagine quando é preciso dividir a agenda com trabalho, Ensino Médio e cursos extracurriculares. Manter atividades desta forma podem tornar o caminho até mais árduo, no entanto, não torna impossível entrar na faculdade. Uma opção para quem se encaixa nessa descrição é apostar em cursos pré-vestibulares on-line. Além da flexibilidade de horário, o estudo virtual oferece preços mais acessíveis se comparados a cursinhos presenciais e a oportunidade de revisar apenas as matérias de maior dificuldade.   

A dúvida que fica é se estudantes do Ensino Médio têm maturidade para aprender através de aulas on-line. "É uma boa alternativa para os jovens se prepararem para processos seletivos. Como o objetivo principal do estudante é passar no vestibular, existe uma meta que o motiva a não desviar sua atenção para outras distrações encontradas no ambiente virtual", aposta a membro do conselho fiscal da Abed (Associação Brasileira de Educação a Distância), Rita Maria Lino.

De acordo com Rita, o método funciona com jovens porque o conteúdo passado pelo cursinho já foi visto. "Esta é uma forma diferente de estudar matérias que já aprendeu. O processo é eficiente porque permite ao aluno se organizar de acordo com seus horários livres e a presença exigida é menor", garante.

Estudar através de um curso on-line foi a saída que Emanuella Oliveira, de 24 anos, encontrou. "Moro em Portugal por motivos profissionais e pretendo voltar ao Brasil ainda este ano. Quero prestar vestibular para o curso de Psicologia em novembro", afirma. Para evitar distrações na Internet, ela diz ser focada. "O estudo on-line requer esforço do aluno. Além disso, tento evitar entrar em outros sites além dos que uso para estudar. É bem difícil resistir, mas é preciso ser determinado."

No caso de Emanuella, o cursinho on-line foi a opção após um período em que estudou por conta própria. "Decidi fazer uma pesquisa geral das matérias cobradas no vestibular. Fiz um arquivo com os conteúdos necessários e cheguei a imprimir algumas matérias para estudar quando não estivesse em casa. Enquanto procurava tópicos abordados no vestibular encontrei o Cursinho Web do iPED (Instituto Politécnico de Ensino a Distância). Vi que o site tinha um bom suporte pra vestibulandos, e decidi me matricular", conta.

Aprendizagem on-line exige aluno autônomo

Os cursos on-line podem ser uma opção de aprendizagem, pois dispõem de material, promovem fóruns regularmente em que professores tiram as dúvidas dos alunos. "Eles estimulam o uso do ambiente virtual por meio de tarefas e exercícios passados aos jovens, além de organizarem grupos de trabalho e de estudos, postarem desafios em que a opinião dos alunos é requisitada. Em nosso sistema, os professores fazem uma avaliação do aproveitamento do estudante através da participação deles nos fóruns", explica o responsável pela área acadêmica do cursinho EADCON, Francisco Sardo. 

Entretanto, para que o método alcance os objetivos desejados, o estudante deve ser determinado e saber caminhar por conta própria. "É necessário que os alunos saibam estudar sozinhos. Os professores precisam estimular os jovens a esse aprendizado. O curso não pode ser repleto de conteúdo, é necessário haver uma dinâmica diferenciada. Os docentes devem também lembrar os alunos do uso correto do computador durante os estudos", comenta Rita.

veja também