MENU

Dentista volta a estudar após 20 anos para fazer vestibular da Fuvest

Dentista volta a estudar após 20 anos para fazer vestibular da Fuvest

Atualizado: Terça-feira, 22 Novembro de 2011 as 11:37

Elaine Cristina, de 42 anos, fechou o consultório

para voltar a estudar (Foto: Arquivo pessoal) Para conseguir uma vaga no curso de psicologia da Universidade de São Paulo (USP), a dentista Elaine Cristina de Barros Torresi, de 42 anos, não mediu esforços. Desde janeiro frequenta as aulas do curso pré-vestibular Singular Anglo, em São Bernardo do Campo, no ABC, pela manhã, estuda em casa à tarde e no mês de julho fechou o consultório onde atendia para se dedicar exclusivamente aos estudos.

Elaine conta com o apoio do marido e os filhos de 13 e 15 anos para mudar de carreira. Formada e pós-graduada pela USP, ela se diz satisfeita com sua profissão, mas sentia vontade de estudar e aprender e como já fez especialização em odontologia resolveu inovar, a começar pelo cursinho que nunca tinha frequentado. "Fazia 20 anos que não via nada e não achei que fosse me lembrar. Os professores foram os mesmos que me deram aula no colégio. Acho que todo mundo precisa fazer cursinho, adultos não são mais espertos. Mas tive sorte de lembrar grande parte da matéria", afirma. A ampla concorrência do curso de psicologia - são cerca de 31 candidatos para cada vaga - não assusta a dentista. "Sou indiferente a isso", diz.

Elaine fez 157 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de um universo total de 180 questões. Ela conta que não tem dificuldades em nenhuma disciplina e durante as provas costuma manter a calma. "Tenho alma de cirurgiã", define. A dentista afirma que às vezes sente saudades do consultório. "Quando acontece procuro um livro de álgebra, começo a estudar, e passa", brinca. Com o Enem, Elaine também pretende disputar uma vaga no curso de neurociência da Universidade Federal do ABC (UFABC), pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Porém, a dentista não quer trabalhar como neurocirurgiã nem mesmo como psicóloga. A ideia principal é seguir carreira como pesquisadora.

'Me tratam como se eu tivesse 17 anos'

Para Elaine, fazer cursinho e voltar para uma sala de aula com estudantes de 17 e 18 anos é uma renovação que todo mundo deveria ter. "Antes eu achava que entrar na USP era muito fácil, mas mudei meu conceito."

Segundo ela, a primeira semana no cursinho foi engraçada, pois ninguém conversava com ela. "Parecia uma espiã, mas sou muito expansiva. Um dia cheguei na porta da sala e disse que não mordia, e comecei a fazer amizade."

Elaine quer estudar no Instituto de Psicologia da USP

(Foto: Marcos Santos/USP Imagens/Divulgação) A dentista conta que os amigos a tratam como se ela tivesse 17 anos. As meninas pintam suas unhas cor esmaltes coloridos, criaram uma página para ela no Facebook, ajudaram a mexer no Iphone que tinha acabado de ganhar, a convidam para a balada e acham estranho Elaine ter compromissos domésticos como ter de preparar o jantar. "Outro dia me falaram que acham esquisito eu ter filhos", diz, rindo.

Calendário

A primeira fase do vestibular da Fuvest será aplicada neste domingo (27). São 61 locais na Grande São Paulo e 53 no Interior do Estado de São Paulo, totalizando 114 pontos. A chegada à escola deverá ocorrer até 12h30, o exame começa a partir das 13h. Não serão admitidos retardatários.

A prova conterá 90 questões de múltipla escolha. A segunda fase vai de 8 a 10 de janeiro. Outras provas de habilidades específicas ocorrem de 11 a 13 de janeiro. O resulltado sai em 4 de fevereiro, com matrícula em 8 e 9 de fevereiro.           Fonte; G1

veja também