MENU

Dilma diz que Novo Fies vai incluir estudantes de escolas técnicas

Dilma diz que Novo Fies vai incluir estudantes de escolas técnicas

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 11:13

A presidente Dilma Rousseff disse em seu programa semanal "Café com a Presidenta" nesta segunda-feira (14) "que não é por falta de opção que você não vai ter acesso à universidade", ao falar sobre o Novo Financiamento Estudantil (Novo Fies), lançado no final do ano pelo ex-presidente Lula. Ela anunciou ainda que o Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica (Pronatec) será lançado em março e o estudante poderá usar recursos do Novo Fies para fazer cursos em escolas técnicas particulares.

Atualmente, o Fies contempla apenas estudantes matriculados em cursos de graduação pagos que tenham obtido avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e que sejam oferecidos por instituição participante do programa. O estudante deve ter feito o Enem para poder participar.

Dilma ressaltou que o Novo Fies terá uma taxa de juros de 3,4% ao ano (esta é a taxa que já vigorava no Fies desde março de 2010). A presidente também salientou que os estudantes terão facilidade de começar a pagar o financiamento um ano e meio após formação no ensino superior.

"Nesse ano e meio depois de formado você vai ter tempo de procurar um emprego e, dependendo do curso que você escolheu, esse pagamento pode ser feito em até 20 anos", destacou Dilma. A presidente disse ainda que quem após se formar começar a dar aulas em escolas públicas, terá a dívida reduzida em 1% a cada mês de exercício profissional. "Outra coisa importante: antes, se você tivesse renda de até um e meio salário mínimo, você precisava de um fiador para conseguir um empréstimo. Agora não, o próprio governo é seu fiador."

'ProUni' de escola técnica será lançado em março

O lançamento do Pronatec (Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica) também foi tratado no programa matinal da presidente. Segundo Dilma, o Pronatec, que começará a vigorar em março, deverá "ampliar o caminho de acesso à educação profissional para os jovens do Ensino Médio e para os trabalhadores brasileiros sem formação profissional".

O objetivo, segundo Dilma, é de que "o jovem conclua o Ensino Médio mais bem preparado, com diploma de curso técnico debaixo do braço". "O novo Fies, por exemplo, estará dentro do Pronatec e, assim, também o estudante do Ensino Médio vai poder ter seu financiamento para estudar em escolas técnicas privadas", destacou a presidente.

Dilma disse ainda que o governo estuda maneiras de ampliar o acesso de estudantes ao ensino médio em tempo integral ."Em um turno, o aluno faz o curso tradicional; no outro, vai aprender uma profissão, vai ter também acesso à cultura e ao esporte", disse.

veja também