MENU

DPU e Ministério Público do Ceará se unem para anular o Enem

DPU e Ministério Público do Ceará se unem para anular o Enem

Atualizado: Quinta-feira, 11 Novembro de 2010 as 11:28

A Defensoria Pública da União no Distrito Federal (DPU-DF) decidiu se associar ao Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) na ação que determinou a suspensão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aplicadas nesse final de semana. Em função de erros de impressão nas provas e folhas de respostas que prejudicaram parte dos candidatos, a DPU tinha pedido a anulação do exame na segunda-feira. No mesmo dia, atendendo a um pedido do MPF, a Justiça Federal no Ceará suspendeu as provas, em caráter liminar.

De acordo com o defensor público federal Ricardo Emílio Salviano, o órgão optou por ingressar como litisconsórcio depois que o Ministério da Educação (MEC) sinalizou que não vai anular a prova, conforme a DPU havia recomendado. Para subsidiar o processo que está em andamento na Justiça Federal, a Defensoria Pública da União mantém o e-mail criado para que estudantes prejudicados pelos erros da prova encaminhem seus relatos. O endereço é [email protected]

Por: Amanda Cieglinski

veja também