MENU

Duas faculdades do Distrito Federal estão sob investigação do MEC

Duas faculdades do Distrito Federal estão sob investigação do MEC

Atualizado: Sexta-feira, 28 Janeiro de 2011 as 11:29

A qualidade de 30 cursos de duas instituições de ensino superior do Distrito Federal está sendo avaliada pelo Ministério da Educação. Em todo país, 600 cursos estão em análise e dependendo do resultado, eles podem ser até extintos.

Dos processos instaurados de 2008 até hoje, 17 cursos de medicina tiveram que se readequar e 532 vagas foram extintas; em pedagogia, 47 cursos fizeram as mudanças sugeridas, dois estão em processo de fechamento e houve uma redução de 280 vagas. Entre os cursos de direito, 79 estão se adequando e um foi encerrado.

"O MEC sempre se preocupa com o direito dos alunos", explica o superintendente de ensino superior Paulo Wollinger. "Se for o caso de fechamento,  eles possam ser trasferidos a outros cursos em outras faculdades na cidade. O Ministério da Educação tem acompanhado todo esse processo, mas em princípio os alunos devem procurar a direção da faculdade para receber todas as informações necessárias"

Professores sumiram

A fachada da Faculdade da Terra, no Recanto das Emas, foi coberta com uma lona preta assim que chegou a ordem de despejo. A direção desapareceu e os professores também. "Iriam demitir os professores e iam tentar declarar a falência da faculdade para abrir com outro CNPJ. Foi essa a desculpa que eles deram para demitir todos eles", conta a estudante de veterinária Érika Abrantes de Almeida.

Os que estão a um semestre da formatura ficaram desorientados. "Nada de orientador para monografia, não têm documentação para fazer estágio supervisionado e não tem nem livros para fazer a monografia", fala o aluno de veterinária Marcus Vinícius da Silva.

E quem já se formou, tem que enfrentar outros problemas como a falta do diploma. É o caso da pedagoga Sheila dos Santos Godinho que se formou em 2009, mas não tem como provar. "Eu estou de mãos atadas, porque eu passei em concurso público e não tenho a documentação para apresentar", diz.

Na Unisaber de Ceilândia, os alunos foram surpreendidos com um e-mail e uma faixa avisando que seriam compulsoriamente transferidos para outra instituição. "Ouvi boatos de que a faculdade que eles estão enviando a gente também está com o mesmo problema, Por isso eu estou procurando outra instituição que não tenha nenhuma dificuldade", afirma a estudante de administração Luana Braga.

Muitos já pagaram o semestre antecipado para ter desconto e agora veio a notícia do fechamento. "Eu acredito que os cheques foram trocados na factoring. Mas a moça que trabalha no financeiro disse que está com o dono da faculdade, mas não tenho certeza disso. Nós não temos informações concretas", conta a aluna em administração Missiara Souza Labres.

A Secretaria de Educação Superior do MEC deve encerrar os processos sobre essas duas faculdades do Distrito Federal na primeira quinzena de fevereiro.

veja também