MENU

Educação participa do Dia Mundial de Prevenção às Quedas de Idosos

Educação participa do Dia Mundial de Prevenção às Quedas de Idosos

Atualizado: Terça-feira, 23 Junho de 2009 as 12

A Secretaria de Estado da Educação participa nesta terça-feira, 23 de junho, da abertura da Semana Mundial de Prevenção às Quedas de Idosos, no Memorial da América Latina. O evento é coordenado pelo FUTURIDADE- Plano Estadual para a Pessoa Idosa, que envolve 70 parceiros, entre secretarias estaduais, municipais, autarquias, universidades e outros. O objetivo é conscientizar a população sobre as necessidades da pessoa idosa.

Nas escolas estaduais, o tema faz parte do currículo, inclusive na questão da inclusão digital. Por meio do Programa Escola da Família, cerca de 112 mil idosos participam de ações culturais, esportivas e educativas.

Homens e mulheres com mais de 60 anos freqüentam cursos de informática e alfabetização, participam de jogos de xadrez, tênis de mesa e voleibol e estão matriculados nas aulas de artesanato e pintura, em diferentes escolas da rede estadual de ensino. O Programa Escola da Família proporciona que as escolas estaduais abram suas portas à comunidade durante os finais de semana. As unidades são usadas como centros de convivência para a população do entorno.

"A Secretaria já busca a inclusão de pessoas idosas em seus programas e pretendemos mobilizar ainda mais a rede, tanto em sala de aula quanto fora dela, para ampliar os projetos", afirma o secretário Paulo Renato Souza.

Sobre o Dia Mundial de Prevenção às Quedas dos Idosos

Segundo dados da Universidade Federal de São Paulo, cerca de 29% dos idosos caem ao menos uma vez ao ano e 13% caem de forma recorrente. A queda de idosos é um problema de saúde pública que cresce a cada ano no Brasil. Conforme levantamento do Ministério da Saúde, o número de internações de idosos na rede pública em razão de fraturas do fêmur, causadas principalmente por quedas, cresceu 37% entre 2000 e 2007. Por isso, a Semana Mundial de Prevenção às Quedas visa assegurar a qualidade de vida e promover a autonomia dos idosos partindo da conscientização do problema.

veja também