MENU

Ensino profissional é o que mais cresce no Brasil

Ensino profissional é o que mais cresce no Brasil

Atualizado: Quarta-feira, 21 Janeiro de 2009 as 12

O resultado do Censo Escolar 2008, divulgado na última semana pelo MEC, demonstra que as matrículas de educação profissional são as que mais crescem no país. Se comparados aos dados de 2007, houve um aumento de 14,7 pontos percentuais no número de alunos em escolas de educação profissional.

Os números confirmam a expansão em todo o Brasil e em todas as esferas (público e privado). ''É um avanço considerável, mas esses números crescerão ainda mais no próximo ano'', garantiu Eliezer Pacheco, secretário de educação profissional e tecnológica do MEC. ''Além das novas escolas em processo de implantação, estamos investindo recursos do programa Brasil Profissionalizado em todos os estados''.

De acordo com o secretário, o censo de 2008 ainda não refletiu os números da expansão da Rede Federal de Educação, Ciência e Tecnologia nem dos nascentes institutos federais. ''Só os institutos federais serão responsáveis por aumentar o número de vagas, das atuais 215 mil, para 500 mil até o final de 2010'', destacou o secretário.

Grande parte das 75 novas escolas que compõem os institutos passou a funcionar no segundo semestre de 2008, quando os dados do censo já haviam sido coletados.  Até 2010, serão investidos R$ 1,1 bilhão na rede federal de educação profissional.

Outra medida de incentivo ao crescimento do setor, feita pelo Governo Federal, é o programa Brasil Profissionalizado. Pela iniciativa, são repassados recursos para que os estados invistam em educação profissional. Ao todo, 18 estados já receberam os repasses, que chegam a R$ 500 milhões.

Por fim, o acordo celebrado com as entidades que compõem o Sistema S trará mais vagas de cursos técnicos e profissionalizantes a estudantes e trabalhadores de baixa renda. Dois terços dos recursos do Senai e do Senac devem financiar a oferta gratuita dos cursos. A partir deste ano, o Senac destinará 20% dos recursos para cursos gratuitos e o Senai, 50%.

Estados

Em 20 dos 24 estados brasileiros houve aumento do número de vagas em educação profissional. Os dados do Censo Escolar demonstram maior conscientização sobre a importância de investir no setor. ''No Brasil, apenas 30% dos jovens alcançam o ensino superior. A educação profissional é uma alternativa para os 70% restantes'', explicou Eliezer Pacheco.

A tônica do Censo Escolar foi de crescimento na rede estadual como um todo, com destaque para o Acre, que teve um aumento de 107,7% no número de matrículas. Entre os que mais cresceram também estão o Distrito Federal, com crescimento de 86,8%, Tocantins, com 78,7% e Mato Grosso, com 65,5% a mais no número de matrículas de educação profissional.

veja também