MENU

Ensino superior particular avança na capital

Ensino superior particular avança na capital

Atualizado: Sexta-feira, 29 Maio de 2009 as 12

De acordo com pesquisa realizada pelo Semesp - Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo, a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) apresentou um crescimento de 9,64% no número de matrículas em instituições de ensino superior particulares em 2007 (em 2006, a região apresentava 604.694 alunos matriculados no ensino superior da região e, em 2007, registrou 663.016 alunos). A taxa é maior se comparada ao Interior do Estado que contabilizou um crescimento de 3,13% (com 496.555 alunos). "O crescimento no Interior foi maior de 2000 a 2003 e menor de 2003 a 2003. O crescimento maior na capital pode ser justificado pela intensificação da urbanização com o êxodo rural provocado, principalmente, pela mecanização da agricultura e, em especial, da cana-de-açúcar", esclarece Rodrigo Capelato, diretor executivo do Semesp e responsável pela pesquisa.

Estes e outros dados levantados pelo Semesp foram apresentados na quinta edição das Jornadas Regionais, que aconteceu nesta quarta e quinta-feira, dias 27 e 28 de maio, na sede do Semesp, no Ipiranga (São Paulo).

Para o presidente do Semesp, Prof. Hermes Ferreira Figueiredo, o dado reflete o forte índice de crescimento apontado em todas as cidades que compõem a RMSP: o emprego formal. "As cidades que compõem a Região Metropolitana de São Paulo representaram, em 2007, 31,66% da população economicamente ativa do Estado de São Paulo com carteira de trabalho assinada, de acordo com a Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados). No mesmo período, a região teve a quinta maior taxa do Estado em registros de emprego formal (7,66%, ficando atrás somente de Ribeirão Preto, São José dos Campos, Campinas e Santos). Com o aumento dos postos de trabalho com carteira assinada, há uma expansão na renda dos trabalhadores, o que permite o aumento de matrículas no Ensino Superior", explicou Figueiredo.

O levantamento demonstrou também crescimento no número de ingressantes no ensino superior particular da RMSP em 2007: 18,89%, muito acima do registrado no Interior (4,37%). 262.829 alunos ingressaram nas IES particulares em 2007 e no interior, 170.593.

Outro dado inédito apontado pela pesquisa do Semesp é o índice de evasão. Dos 663.016 alunos matriculados em 2007 no ensino particular na Região Metropolitana de São Paulo, 20,21% deixaram suas IES (instituição de ensino superior), um aumento de 40% em relação a 2006. "O índice pode ser justificado pelo aumento da inclusão de alunos oriundos das classes C e D, que tem mais dificuldades financeiras para se manterem nos cursos", afirma Capelato.

Os três cursos mais procurados, em número de matrículas, na Região Metropolitana de São Paulo - composta por 39 cidades, foram: Administração (106.462), Direito (59.546) e Comunicação Social (redação e conteúdo) (38.850).

São Paulo é a sexta cidade a receber a 5ª edição das Jornadas Regionais. O Semesp já percorreu Ribeirão Preto, São José dos Campos, Marília, Campinas e Santos. São José do Rio Preto encerra a programação nos dias 16 e 17 de junho. O objetivo das Jornadas é levar conhecimento especializado a gestores, mantenedores e outras lideranças do ensino superior. O programa completo das Jornadas Regionais está disponível no Portal do Semesp (www.semesp.org.br )

Sobre o SEMESP

Fundado em 1979, o Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo – Semesp congrega 383 mantenedoras e 538 mantidas, em 146 cidades do Estado de São Paulo. Tem como objetivo preservar, proteger e defender o segmento privado de educação superior, bem como prestar serviços de orientação especializada aos seus associados. Periodicamente, realiza uma série de eventos, visando promover a interação entre mantenedoras e profissionais ligados à educação. Dentre eles, destacam-se o Fórum Nacional: Ensino Superior Particular Brasileiro, os Congressos Nacional e Internacional de Iniciação Científica e as Jornadas Regionais pelo Interior de São Paulo.

veja também