MENU

Escola em MG suspende aulas por infestação de piolhos de pombo

Escola em MG suspende aulas por infestação de piolhos de pombo

Atualizado: Quarta-feira, 12 Maio de 2010 as 5:19

Uma escola em Juiz de Fora, em Minas Gerais, está interditada desde terça-feira (11). As salas de aula foram infestadas por piolhos de pombo.

O problema, que começou na turma do segundo ano da Escola Estadual Clorindo Burnier, se alastrou pela escola inteira. Ninguém consegue assistir às aulas, que tiveram de ser suspensas. As salas estão vazias.

Algumas feridas ainda estão pelo corpo da estudante Andressa de Melo. A estudante foi atacada dentro da sala de aula. ''Muito chato. A gente não podia encostar nem da parede. Do teto caía na cabeça da gente. Estava horrível assistir às aulas com esses bichos'', disse a adolescente. A estudante reclamou de coceira no corpo.

No telhado, é possível avistar aves, que tomaram conta de todo o colégio. Todo o andar superior foi interditado pela escola. Os alunos decidiram se mobilizar contra a situação e protestaram. ''Está sendo complicado por causa das doenças que os pombos causam. Muita gente está dizendo que se não resolver a situação, vai deixar de vir à aula'', disse a estudantes Bárbara Bittencourt.

A vice-diretora, Isabel Chaves, conta que é o terceiro ano seguido que a escola sofre com os pombos. ''Perde aula, conteúdo. O vestibular está aí. Como eles vão fazer? É conteúdo que eles estão perdendo'', disse.

''Se o piolho do pombo tiver um contato direto com a pessoa e passar para a pele, vai andar nessa pele e vai provocar coceira, mas imediatamente vai morrer e ser eliminado. Não é grave. Deve fazer uma dedetização grande do ambiente e espantar os pombos de uma maneira ou de outra'', disse o dermatologista Carlos Adolpho.

Zoonoses

A Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais afirmou que técnicos do controle de zoonoses de Juiz de Fora não constataram a presença de piolhos na escola em visita ao local nesta terça-feira. ''Eles disseram que tem que tirar os pombos de lá para que não choquem, porque é nesta época que aparecem os piolhos'', afirmou a assessora de gabinete da secretaria, Mônica Aparecida de Oliveira Souza.

Mesmo assim, a escola será dedetizada na sexta-feira (14) e as aulas só retornam na segunda-feira (17). De acordo com a assessora de gabinete, a orientação é que a escola solicite dinheiro à secretaria para substituir telas usadas entre o forro e o telhado para evitar a permanência dos animais.

veja também