MENU

Escolas estaduais do Rio de Janeiro vão prorrogar férias escolares

Escolas estaduais do Rio de Janeiro vão prorrogar férias escolares

Atualizado: Quarta-feira, 29 Julho de 2009 as 12

A Secretaria de Educação do Estado Rio de Janeiro anunciou na manhã do dia 29 de julho que as férias escolares serão prorrogadas em uma semana. A nova data para a volta às aulas dos cerca de 1,5 milhão de alunos da rede estadual é 10 de agosto. Dia 28 de julho, o órgão havia informado que não faria mudanças no calendário em função dos casos de influenza A (H1N1) - gripe suína.

A decisão foi tomada seguindo uma orientação da Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com o responsável pela pasta, o secretário Sérgio Cortes, a medida representa uma precaução para que seja possível acompanhar a evolução da gravidade dos casos da doença registrados no estado, especialmente os relacionados a crianças. A recomendação vale também para toda a rede privada de ensino.

"É uma precaução para que possamos observar o novo comportamento desse vírus. Já identificamos um comportamento completamente diferente relacionado às grávidas, com agravamento do caso de maneira muito rápida, totalmente diferente da influenza sazonal. O adiamento é para que tenhamos um número maior de casos e possamos verificar se também nas crianças a nova gripe está evoluindo de forma diferente da gripe normal, mas até agora não identificamos nada", afirmou Cortes.

Ele informou que na próxima semana as autoridades da área de saúde vão se reunir novamente para analisar os novos dados da doença e adotar as medidas necessárias. O secretário de Saúde, no entanto, acredita que não será preciso prorrogar as férias por mais tempo, ainda que haja aumento do número de casos.

"A grande questão não é o aumento do número de casos, o que estamos querendo ver é o comportamento do agravamento dos casos. Se for igual a uma gripe normal não tem por que manter a suspensão de retorno. Se identificarmos um comportamento diferente nas crianças, teremos que desenvolver ações específicas para elas", acrescentou.

Sérgio Cortes destacou, ainda, que o estado vai mudar o protocolo de atendimento de pacientes grávidas. Segundo ele, esse é o grupo que desperta maior preocupação. Até agora, a secretaria confirmou 55 gestantes internadas com sintomas da doença, sendo sete em estado grave. Cortes informou que, depois de serem submetidas a exames que descartem outras doenças, as gestantes terão um monitoramento mais intenso, com mais indicações de internação.

A secretária de Educação, Tereza Porto, ressaltou que na próxima sexta-feira (31) fará uma reunião com todos os inspetores das 1.437 unidades estaduais de ensino para orientá-los sobre os procedimentos que deverão ser adotados na volta às aulas.

"Não utilizaremos bebedouro elétrico nas nossas escolas, a água será oferecida aos nossos alunos em copos descartáveis; os profissionais também serão orientados sobre a limpeza do galão de água. Além disso, os nossos diretores e professores serão orientados a observar com mais critério indícios de gripe nos seus alunos e recomendarão a eles o encaminhamento a um atendimento médico", disse. A reposição das aulas será feita no final do ano letivo, em dezembro.

O secretário de Ciência e Tecnologia do estado, Alexandre Cardoso, informou que o novo calendário de fim das férias escolares também será adotado pelas escolas técnicas estaduais. Os gestores das universidades estaduais se reunirão nesta tarde para decidir sobre a data de volta às aulas, mas, segundo Cardoso, a tendência é que as instituições também sigam a recomendação de prorrogar as férias.

veja também