MENU

Especialização em educação infantil tem início no RN

Especialização em educação infantil tem início no RN

Atualizado: Quinta-feira, 21 Outubro de 2010 as 3:53

Na próxima segunda-feira, 25, 300 professores das redes públicas estadual e municipais do Rio Grande do Norte começam a fazer curso de especialização em educação infantil ministrado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A formação vai se estender até maio de 2012, em polos nas cidades de Natal, Mossoró, Macau, Currais Novos e Pau dos Ferros.

A universidade faz parte de um grupo de 18 instituições federais de ensino superior que receberam recursos do Ministério da Educação para ministrar o curso em 17 unidades da Federação. De acordo com a coordenadora do curso na instituição potiguar, Antonia Fernanda Jalles, 1.320 educadores participaram da seleção, o que mostra a importância de a iniciativa ter continuidade.

Na UFRN, a especialização terá 428 horas - 380 em aulas presenciais e 48 distribuídas em três seminários, além de um trabalho de conclusão do curso. O cronograma elaborado pelo Núcleo de Educação da Infância da instituição prevê encontros a cada 15 dias, com oito horas de aulas aos sábados e quatro aos domingos.

O polo de Natal terá cem professores, distribuídos em duas turmas. Os demais terão, cada um, uma turma de 50 pessoas. Os polos reúnem professores da cidade-sede e dos municípios vizinhos. Segundo Fernanda, doutora em educação infantil e professora da UFRN há 16 anos, 15 professores da universidade, especialistas em educação infantil, com mestrado ou doutorado, serão responsáveis pelo curso. A aula inaugural está marcada para as 8h, no Hotel Praia Mar, em Natal, durante o 1º Encontro Internacional de Educação Infantil do Rio Grande do Norte, que também começa na segunda-feira e vai até quarta, 27.

Curso - Das 18 universidades federais selecionadas pelo MEC para oferecer a especialização, já deram início aos cursos as de Santa Catarina (UFSC), que abriu 240 vagas, a do Piauí (UFPI), também com 240, e a Universidade de Brasília (UnB), com 90. As 18 instituições, juntas, abrem 3.925 vagas para professores de aproximadamente 70 municípios.

Por: Ionice Lorenzoni

veja também