MENU

Estudantes protestam contra proibição de lápis e relógio no Enem

Estudantes protestam contra proibição de lápis e relógio no Enem

Atualizado: Sexta-feira, 29 Outubro de 2010 as 3:04

Estudantes que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fazem um protesto esta tarde contra a decisão do Ministério da Educação (MEC) de proibir a utilização de lápis grafite e relógio durante as provas. A manifestação acontece em frente ao Edifício Acaiaca, na Avenida Boa Viagem, zona sul do Recife. A expecativa é que 200 pessoas compareçam ao ato. Os manifestantes estão se mobilizando por meio da internet e convidando os colegas pelas redes sociais.

A medida foi divulgada no edital que normatiza a avaliação e, desde então, vem sendo alvo de muita polêmica e críticas de alunos e professores. As provas acontecem nos próximos dias 6 e 7. Os estudantes alegam que estão acostumados a fazer as provas de ciências exatas e o rascunho da redação a lápis e que a mudança foi anunciada em cima da hora.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) alega que a medida foi tomda por uma questão de segurança, uma vez já que existem modelos de relógios que transmitem e recebem dados.  O lápis seria proibido para que todos os candidatos tivessem as mesmas condições de realização das provas.

No edital também foram proibidos borracha, apontador, lapiseira, livros, manuais, impressos, anotações, máquinas calculadoras e agendas eletrônicas, telefones celulares, pagers, walkman, gravador e mp3.

veja também