MENU

Estudantes recebem premiação por iniciativas empreendedoras

Estudantes recebem premiação por iniciativas empreendedoras

Atualizado: Quarta-feira, 8 Dezembro de 2010 as 4:54

Em ambiente descontraído, foram premiados na terça feira, 7, em Brasília, os vencedores da edição de 2010 do Prêmio Técnico Empreendedor. Participaram da seleção 416 projetos de todo o país, 17 dos quais foram premiados — nove na categoria técnico (nível médio) e oito na categoria tecnólogo (superior).

A comediante Fabiana Karla conduziu a entrega do prêmio, na sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). "Somos todos vitoriosos por estar aqui", disse a estudante Deborah da Silva Santos, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília. Ela foi a primeira colocada na categoria técnico, modalidade livre.

Os seis projetos primeiros colocados receberam R$ 8 mil. Os seis que ficaram em segundo lugar ganharam R$ 6 mil e os cinco terceiros, R$ 4 mil. Além de estimular o surgimento de talentos, o prêmio tem o propósito de incentivar os estudantes a fazer empreendimentos, como a criação de empresas. "Queremos que os alunos pensem em alternativas que vão além de trabalhar em grandes empresas", disse o presidente do Sebrae, Paulo Okamoto. "Apenas conseguiremos isso se criarmos uma multidão de empreendedores."

Para o secretário de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação, Eliezer Pacheco, o mercado de trabalho exige, hoje, profissionais de vários perfis. "Esse prêmio abre possibilidades para outras formas de inserção em um mercado de trabalho que, inclusive, já se diversificou", ressaltou.

Entre os vencedores está a equipe do campus de Planaltina do instituto federal de Brasília. Os estudantes Elivan Alves Moreira e Deborah da Silva Santos, orientados pelo professor Leandro Vieira, desenvolveram o projeto Viverde, de introdução da gliricídia, uma planta exótica, no clima do cerrado. Elivan e Deborah venceram na categoria técnico, modalidade livre, que premia ações de desenvolvimento socioeconômico local.

Laurena Rayanne Vieira, Mirna Pereira da Silva e Marceane Almeida Dias, do curso de tecnologia em alimentos do instituto federal do Sertão Pernambucano, orientadas por Paulo Sérgio Dalmas, venceram na modalidade livre da categoria tecnólogo. Elas concorreram com o projeto Fruto do Sol, a partir do umbu, fruto típico do Nordeste. A produção pode gerar renda para os agricultores locais. "É um reconhecimento do nosso trabalho e do nosso esforço", disse Laurena.

veja também