MENU

Ex-alunos fazem em SP homenagem a patrono do 'Caetano de Campos'

Ex-alunos fazem em SP homenagem a patrono do 'Caetano de Campos'

Atualizado: Terça-feira, 20 Setembro de 2011 as 9:32

Foto antiga do Colégio Caetano de Campos que funcionou até 1978 na Praça

da República até sede dar lugar à Secretaria de Estado da Educação (Foto: CRE Mario Covas/Divulgação)    

Um grupo formado por ex-alunos e professores de um dos mais tradicionais colégios paulistano, o Instituto de Educação Caetano de Campos (atualmente chamado de Escola Estadual Caetano de Campos) fazem nesta terça-feira (20) uma homenagem ao patrono que dá nome à escola.

Alunos da escola em foto de 1915 (Foto: CRE Mario

Covas/Divulgação)

  A reunião será a partir das 15h na antiga sede do colégio, na Praça da República, onde atualmente funciona a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo. Os “caetanistas”, como são chamados, vão lembrar os 120 anos da morte de Antônio Caetano de Campos, que foi o primeiro diretor da Escola Normal, que deu origem ao colégio que leva o seu nome. “Será a primeira vez que os ex-alunos vão se reunir desde que a escola deixou a sede na Praça da República, há 34 anos”, afirma Patrícia Golombek, uma das organizadoras do encontro.

Ela estudou no “Caetano de Campos” até 1978, quando o governo decidiu tirar a escola da sede no Centro de São Paulo para colocar a Secretaria da Educação no lugar, e a desdobrar em duas, com sedes na Aclimação e na Consolação. “A escola promovia um contato da família com o corpo docente fundamental para a formação dos seus alunos”, diz Patrícia, que criou o blog Caetanistas78 para contar a história do colégio.

Crianças plantando árvores na frente da escola na década de 1950 (Foto: CRE Mario Covas/Divulgação)

Escola foi a primeira a aceitar alunos com

deficiência visual ou auditiva (Foto: CRE Mario

Covas/Divulgação)

  Patrono do colégio, Caetano de Campos foi responsável pela maior Reforma de Ensino Público no Estado e criador da primeira escola primária de São Paulo, em 1890. Ele conseguiu a verba para a construção da sede da escola, que se iniciou em 1891, porém, faleceu prematuramente aos 47 anos sem poder ver seu sonho realizado, o prédio idealizado pelo arquiteto Ramos de Azevedo foi inaugurado em 1894.

A escola teve o primeiro jardim de infância público, em 1896, abrigou a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP e foi a primeira escola a aceitar deficientes visuais e auditivos. Também foi a primeira escola não americana a ter aulas de educação física.

Aula de educação física em 1956 (Foto: CRE Mario

Covas/Divulgação)

  O “Caetano de Campos” teve como alunos ilustres Francisco Matarazzo,Guiomar Novaes, Cincinato Braga, Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Patrícia Galvão (Pagu), Dorina Nowill, Cecília Meireles, Sergio Buarque de Hollanda, Emerson Fittipaldi, entre outros.

Boa parte desta história está registrada no Centro de Referência em Educação Mario Covas, coordenado pelo Memorial da Educação Paulista, que também apoia o encontro dos ex-alunos e professores. O CRE Mario Covas traz em seu site a história completa do "Caetano de Campos".            

veja também