MENU

Inep vai recorrer da decisão de invalidar questões do Enem

Inep vai recorrer da decisão de invalidar questões do Enem

Atualizado: Terça-feira, 1 Novembro de 2011 as 9:41

O ministro da Educação, Fernando Hadad, disse que o Inep, órgão responsável pela aplicação Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), vai recorrer da decisão da Justiça Federal do Ceará, que decidiu anular para todo o país 13 questões da prova que vazaram para alunos de um colégio de Fortaleza. De acordo com a rádio CBN , em entrevista ao programa Roda Viva , da TV Cultura, Hadad afirmou que o ideal seria reaplicar a prova apenas para os 639 alunos que tiveram acesso às questões de forma antecipada ou, então, cancelar as questões apenas desses alunos. Vazamento do Enem

O pedido para que as provas do Enem, aplicadas nos dias 22 e 23 deste mês, fossem canceladas foi feito pelo Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE), após a constatação de que alunos do Colégio Christus, de Fortaleza, tiveram acesso antecipado a cerca de 14 questões que foram cobradas no exame. Os itens estavam em apostila distribuída pela escola semanas antes da aplicação do Enem e vazaram da fase de pré-testes do exame, da qual a escola participou em outubro de 2010. A solução defendida pelo MEC era de que os 639 alunos da escola cearense tivessem as provas anuladas, realizando um novo teste no fim de novembro. Mas o procurado da República Oscar Costa Filho pediu à Justiça que o Enem seja anulado - ou pelo menos as questões que estavam na apostila do Christus. O Inep argumentou ao juiz que o episódio ocorreu de forma localizada e que a reaplicação do exame aos alunos do colégio de Fortaleza não traz prejuízo à isonomia do concurso.      

veja também