MENU

Interesse por capacitação em educação digital supera expectativas

Interesse por capacitação em educação digital supera expectativas

Atualizado: Terça-feira, 22 Julho de 2008 as 12

Chega a 180 mil o número de professores e gestores da educação de todo o Brasil interessados em participar dos cursos de capacitação em educação digital promovidos pelo Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional (Proinfo Integrado). O programa é uma realização da Secretaria de Educação a Distância (Seed).

De acordo com a coordenadora-geral de Formação em Educação a Distância da Seed, Simone Medeiros, o Proinfo Integrado não tem vagas fechadas. A oferta de cursos, que são promovidos em parceria com as secretarias estaduais e municipais de educação, é organizada a partir da demanda dos estados e municípios no Plano de Ações Articuladas (PAR).

Os cursos são divididos em três etapas, totalizando 180 horas/aula. O primeiro curso – introdução à educação digital – é de 40 horas/aula e visa familiarizar professores e gestores escolares para o uso de recursos básicos da informática, usando Linux educacional. Tecnologias na educação: ensinando e aprendendo com as TICs, com 100 horas, tem o objetivo de possibilitar que profissionais da educação possam identificar as novas tecnologias no cotidiano escolar e delas se apropriar, utilizando-as no planejamento das aulas com seus alunos.

O terceiro curso, de 40 horas, é de complementação local, para a elaboração de projetos. ''É uma formação complementar às duas primeiras, onde cada estado é que vai organizar sua formação, de acordo com a realidade local'', diz Simone Medeiros. Ela adianta que está sendo construída uma rede nacional de formadores / multiplicadores responsáveis pela formação dos professores e gestores escolares.

No primeiro semestre de 2008, foram realizados quatro encontros de formadores/multiplicadores para o curso de introdução à educação digital: dois em Brasília, um em Fortaleza e um em São Paulo. Foram capacitados 1.200 profissionais da educação, que farão a formação dos demais multiplicadores nos núcleos de tecnologia educacional dos estados (NTEs) e nos núcleos de tecnologia dos municípios (NTMs). “Será essa rede de formadores que fará a capacitação de professores e gestores nas escolas com laboratórios de informática”, explica Simone Medeiros.

veja também