MENU

Internet é instrumento multimídia de apoio no ensino da odontologia

Internet é instrumento multimídia de apoio no ensino da odontologia

Atualizado: Quinta-feira, 5 Junho de 2008 as 12

Os números que indicam o crescimento do uso de computadores e da presença da internet na vida dos brasileiros são surpreendentes. Segundo dados da mais recente pesquisa realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) , um quarto das residências do País já possui computador, e destas, praticamente metade já tem algum tipo de conexão à rede. Além disso, o número de usuários chegou a 34% da população, seis pontos a mais em relação ao índice de 2006. Por tudo isso, parece não ser mais possível ignorar as potencialidades que a rede mundial de computadores traz como instrumento de ensino e aprendizagem. Foi com esse pensamento que a Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP) da USP desenvolve, desde 2005, um programa permanente de teleodontologia, o chamado Pólo de Odontologia Digital aplicado à Educação (PODAE) .   

''Procuramos ir ao encontro das necessidades e do próprio perfil dos nossos alunos. São estudantes que trabalham e conhecem bem a internet'', explica o professor Luiz Carlos Pardini, coordenador do projeto. A idéia inicial foi montar uma comissão pra analisar as necessidades dos alunos e docentes. Decidiu-se então pela montagem de um portal colaborativo, que pudesse envolver a participação de todos. Cada professor ganhou, por exemplo, um espaço onde, além de disponibilizar as aulas dadas em classe, também incentiva fóruns e discussões entre seus alunos sobre casos clínicos, além de apresentar materiais extras, como vídeos, fotos ou monografias interessantes. ''Verificamos que havia uma grande demanda por isso'', analisa Pardini, para quem o PODAE não substitui o ensino em sala de aula, mas sim o incrementa. ''A idéia do ensino à distância é a de ser uma ferramenta multimídia de apoio, que aumente a própria produtividade do ensino presencial'', diz ele. 

Difusão do conhecimento

Como parte dos serviços de extensão à comunidade, uma das áreas mais interessantes do PODAE é o chamado diagnóstico online, serviço voltado particularmente a ex-alunos dos cursos da FORP, mas também aberto a profissionais que não sejam da unidade. ''Um dentista está com uma dúvida sobre uma lesão de boca ou de língua, que pode ser indício de câncer bucal, por exemplo. Ele bate uma fotografia digital, nos manda e na hora recebe uma primeira orientação'', diz Pardini. ''O aluno não fica sozinho''.

veja também