MENU

Internet em banda larga chega a escolas de Minas e Amazonas

Internet em banda larga chega a escolas de Minas e Amazonas

Atualizado: Quarta-feira, 26 Agosto de 2009 as 12

Os 3.269 estudantes da Escola Estadual Helena Guerra, em Contagem (MG), contam agora com a ajuda da internet no aprendizado. Com a chegada do Programa Banda Larga nas Escolas, a instituição passa a integrar o grupo das 29 mil escolas públicas urbanas do país que dispõem do serviço.

"Nossos professores têm acesso à internet na sala de aula para o ensino de disciplinas como química, física e biologia, para fazer pesquisas e enriquecer as aulas", diz a diretora da escola mineira, Miriam Jaú. "Sem a internet de alta velocidade, seria difícil atender todos os alunos."

Em Manaus, na Escola Estadual Hermenegildo de Campos, a chegada da banda larga e do laboratório de informática mudou o método de aprendizado dos 287 alunos. O diretor da instituição, Heraldo Nogueira Rego, espera que as novas ferramentas contribuam para o progresso dos estudantes. "Antes, só havia computador e internet na secretaria. Agora, ambos estão disponíveis", afirma. "Os alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental podem pesquisar e complementar o que aprendem em sala de aula."

A chegada da internet de banda larga (de acesso mais rápido) às escolas públicas integra o ProInfo Integrado, programa do Ministério da Educação que distribui laboratórios de informática nas escolas públicas, capacita professores no uso da tecnologia e oferece conteúdos educacionais. "Com esses elementos, podemos não apenas promover a cultura de tecnologia e comunicação digital nas escolas públicas, mas melhorar o processo de ensino e aprendizado", afirma o secretário de educação a distância do MEC, Carlos Eduardo Bielschowsky.

Para auxiliar o professor, O MEC também investe no Portal do Professor e no Banco Internacional de Objetos Educacionais.

O Programa Banda Larga nas Escolas é resultado da parceria entre os ministérios da Educação, das Comunicações e do Planejamento, Orçamento e Gestão, da Casa Civil da Presidência da República e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) com empresas de telecomunicações. Está prevista a instalação de internet de alta velocidade em 56.685 escolas públicas brasileiras até 2010, um serviço que deve atender 37,1 milhões (86%) de estudantes da educação básica.

As 29.014 escolas públicas que já contam com o serviço reúnem 24 milhões de alunos.

veja também