MENU

Lula aprova criação de nova universidade federal da América Latina

Lula aprova criação de nova universidade federal da América Latina

Atualizado: Quinta-feira, 14 Janeiro de 2010 as 12

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta terça-feira, dia 12, o projeto de lei que cria a Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana).

A nova universidade será instalada na região da tríplice fronteira, em Foz do Iguaçu (PR), e atenderá, em cinco anos, 10 mil alunos, divididos entre 50% brasileiros e 50% estrangeiros de outros países latino-americanos.

A Unila é a 56ª universidade federal instalada no país. A instituição, cujas aulas estão previstas para começar já no segundo semestre de 2010, também terá aulas bilíngues.

O corpo de professores da universidade seguirá a mesma regra de cota usada para os alunos, com metade deles sendo especialistas latino-americanos convidados e a outra metade de docentes brasileiros, com cargo permanente.

O governador do Paraná, Roberto Requião, elogiou a criação da universidade e afirmou que a criação da Unila é uma das ações mais importantes do governo para ampliar a integração entre os países latino-americanos.

No primeiro semestre serão oferecidas mil vagas para 17 cursos.

A seleção dos primeiros alunos, que iniciarão as aulas no segundo semestre de 2010, acontecerá de duas maneiras. Os brasileiros serão escolhidos pelas notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Os estrangeiros só ingressarão na Unila após uma prova única, que será preparada pelo governo brasileiro e será aplicado em todos os países da América Latina.

O exame latino-americano deve ser criado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), mesmo instituto responsável pela preparação do Enem.

Pelos próximos dois anos, a universidade funcionará em uma sede provisória no Parque Tecnológico de Itaipu.

Entretanto, a Unila já tem terreno e um planejamento arquitetônico para o campus. Um projeto do arquiteto Oscar Niemeyer será construído em Foz do Iguaçu (PR), em um terreno doado pela Itaipu Binacional.

Para o diretor da Itaipu, Jorge Samek, a universidade vai intensificar o processo de integração entre os países da América Latina.

- A implantação nos terrenos da Itaipu amplia a possibilidade e fazer uma América Latina mais integrada.

Por: Lais Lis

veja também