MENU

Lula e Haddad entregam prêmios aos vencedores da Olimpíada

Lula e Haddad entregam prêmios aos vencedores da Olimpíada

Atualizado: Terça-feira, 30 Novembro de 2010 as 9:32

No encontro com os 152 estudantes finalistas da 2ª Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, nesta segunda-feira, 29, em Brasília, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, recomendou aos adolescentes e jovens que estudem. “Se preparem, aproveitem esse momento da vida para investir em vocês.”

De acordo com o presidente, é preciso que as crianças e adolescentes estudem, para que daqui a dez ou 12 anos o país deixe de exportar produtos primários como minérios e soja. “Queremos exportar conhecimentos produzidos por vocês”.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, destacou a importância da olimpíada e disse que ela se transformará em política de Estado para que os futuros governos possam continuar incentivando o estudo da nossa língua. Em 2010, a olimpíada teve a participação de mais de 7 milhões de alunos da educação básica, 60,1 mil escolas públicas da educação básica e 239,4 mil professores. Em quatro etapas, estudantes e professores criaram textos nos gêneros literários poema, crônica, memória e opinião.

Dos 152 alunos e 28 professores finalistas que vieram a Brasília, 20 estudantes e 20 educadores receberam do presidente e do ministro medalhas e prêmios. Eles representam as cinco regiões do país: oito premiados são do Nordeste, sete do Sudeste, dois do Centro-Oeste, dois do Norte e um do Sul.

Entre os estados, Minas Gerais teve quatro finalistas, o maior número de estudantes entre as unidades da Federação, seguido do Acre (dois), São Paulo (dois), Bahia (dois) e os demais com um aluno cada. Cada professor e cada estudante vencedor recebeu medalha, um microcomputador e uma impressora; e cada escola a que pertencem, dez microcomputadores, uma impressora e cupons para escolha de livros para a biblioteca do estabelecimento.

A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é promovida pelo Ministério da Educação e pela Fundação Itaú Social e coordenada pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

veja também