MENU

MEC cria graduação tecnológica em processos escolares

MEC cria graduação tecnológica em processos escolares

Atualizado: Quarta-feira, 12 Maio de 2010 as 9:44

O Ministério da Educação (MEC) criou nesta terça-feira (11) um curso superior de tecnologia em processos escolares. A graduação visa formar profissionais que atuam na rede pública de ensino. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União.

Com carga horária mínima de 2.400 horas de aula, tem disciplinas abrangentes, como filosofia e antropologia, e outras com ênfase específica, como merenda, área administrativa e processos envolvidos na gestão escolar.

Segundo a descrição do curso, o currículo oferecerá opções de concentração em linhas de formação específica, como gestão escolar, produção de multimeios tecnológicos, alimentação escolar, processos acadêmicos, infraestrutura e condições de ensino.

Além de atuarem em escolas públicas, esses profissionais poderão trabalhar em escolas particulares, em instituições filantrópicas e em órgãos públicos do sistema de ensino.

O curso foi criado após solicitação feita pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), segundo a coordenadora de Supervisão da Educação Profissional do MEC, Ariane Leitão. ''A falta de formação específica é um problema histórico dos trabalhadore da área de educação'', afirmou.

Em fevereiro, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica criou cursos de segurança, serviços penais e segurança no trânsito. Agora, desenvolve outros cursos, alguns deles a pedido do Ministério da Defesa.

A 3ª edição do Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia, que será lançada durante seminário internacional sobre cursos tecnológicos no final de maio, trará mais novidades, segundo Ariane. ''Tivemos em torno de 80 solicitações de inclusões de cursos nas mais diversas áreas'', disse.

veja também