MENU

MEC diz que rede educacional induz estudantes a erro

MEC diz que rede educacional induz estudantes a erro

Atualizado: Sexta-feira, 18 Fevereiro de 2011 as 9:27

A rede Anhanguera Educacional induz estudantes a acreditar que suas faculdades em São Paulo e em mais seis Estados consistem em uma única instituição, de acordo com o Ministério da Educação.

Uma decisão publicada no "Diário Oficial" da União na semana passada determina que o site e as campanhas publicitárias do processo seletivo da Anhanguera informem o nome comercial de cada uma das unidades.

Na prática, o MEC quer que alunos e vestibulandos percebam que cada uma delas apresenta diferentes índices de qualidade, como o IGC (avaliação média dos cursos, que vai de 1 a 5).

Diferentemente de outras instituições privadas e públicas, a Anhanguera não é uma universidade com vários campi. Suas 54 unidades no país são autônomas.

Enquanto a Faculdade Anhanguera de Indaiatuba (SP), por exemplo, tem IGC 4, o índice da Faculdade Anhanguera de Osasco é 2. Na maioria das instituições da rede, o IGC é 3. As unidades da Unip (Universidade Paulista) em quatro Estados, por exemplo, têm apenas um índice: 3.

A Anhanguera tem 30 dias, contados a partir da última sexta-feira (11), para fazer alterações na divulgação, inclusive em todas as fases da inscrição para o vestibular em seu site.

O vestibular pode ser unificado. Mas, na inscrição virtual, o candidato hoje seleciona o curso, a cidade e o período que quer estudar, sem saber o nome da instituição. A informação aparece só na última página do formulário, segundo a Anhanguera.

OUTRO LADO

Em nota, a Anhanguera Educacional declarou que cumpre 'todas as normas instituídas pelo Ministério da Educação' e que o site atende aos requisitos legais do ministério.

Mesmo assim, disse que até o fim do prazo vai inverter páginas do site para atender à decisão.

Por Felipe Luchete

veja também