MENU

MEC exige melhorias em curso de medicina de universidade em SP

MEC exige melhorias em curso de medicina de universidade em SP

Atualizado: Sexta-feira, 7 Janeiro de 2011 as 8:55

A Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação determinou que a Universidade São Francisco (USF) melhore as condições do curso de medicina no campus Bragança Paulista (SP). O despacho foi publicado no "Diário Oficial da União" nesta quinta-feira (6).

A supervisão de uma comissão de especialistas da área ocorreu na universidade após denúncia feita por estudantes, de acordo com a secretaria.

Segundo o texto, a universidade deve adequar a carga horário do internato, diminuir o número de professores horistas e aumentar a quantidade de docentes em tempo parcial e integral, cumprir a relação aluno por docente, de no máximo, 30 para um, ampliar a carga horária das atividades práticas, informatizar o acesso à biblioteca, além de aumentar o acervo bibliográfico.

O relatório da secretaria mostra que 60,6% dos professores da universidade são horistas, ou seja, não tem dedicação exclusiva à instituição. Outros 28,7% têm dedicação parcial e 10,7% têm dedicação integral.

As determinações devem ser cumpridas até 30 de julho. Depois disso, uma nova supervisão será feita. Se a universidade deixar de cumprir as exigências, a secretaria pode abrir um processo administrativo contra a instituição. O processo pode resultar no fechamento de vagas e até do curso.

Em nota à imprensa, a universidade afirmou que atendeu as determinações da secretaria após a visita da comissão no meio do ano passado. O texto afirma ainda que o curso de medicina da universidade teve o reconhecimento renovado em março de 2010. Veja a íntegra da nota da universidade:

"A Universidade São Francisco tomou ciência, na data de hoje, do Despacho 01/2011, do Secretário da Educação Superior do Ministério da Educação, referente ao Curso de Medicina mantido por esta Instituição.

Vem a público esclarecer que o referido despacho, há meses aguardado, é o desdobramento necessário da avaliação in loco realizada por comissão de supervisão do MEC em meados do ano passado, cujas recomendações foram, desde a época, prontamente adotadas. Portanto, encontram-se atendidas as seis adequações determinadas pelo despacho – motivadas por certo descompasso em relação às frequentes mudanças da política regulatória do ensino superior, vivido por todas as instituições de ensino superior – que referem-se a momento anterior da vida institucional, plenamente superado no momento presente. Por fim, é razão para tranquilidade da comunidade universitária a recente renovação de reconhecimento do curso de Medicina da Universidade São Francisco pelo Ministério da Educação, oficializada por meio da Portaria SESu/MEC nº 284, de 19 de março de 2010, publicada no Diário Oficial da União em 22 de março de 2010."

veja também