MENU

MEC promete trocar local de alunos escalados para fazer o Enem longe

MEC promete trocar local de alunos escalados para fazer o Enem longe

Atualizado: Terça-feira, 29 Setembro de 2009 as 12

O Ministério da Educação (MEC) informou nesta segunda-feira, 28 de setembro, que irá resolver o problema dos alunos escalados para fazer o Enem longe de casa. No Rio de Janeiro, estudantes pensaram até em desistir da prova.

A estudante Mônica Távora já fez as contas de quanto deve gastar com o Enem longe de casa. Ela mora em Niterói e sua prova foi escalada para Nova Friburgo, na Região Serrana.

Com transporte, hospedagem e alimentação, a estudante e a mãe dela teriam que desembolsar no mínimo R$ 400,00. "Se não for aqui em Niterói, eu não tenho como arcar com esse custo. Ai eu vou ter que desisitir", diz a estudante.

Moradora na Tijuca, Yasmin está escalada para Volta Redonda, a 112 km do Rio. A estudante ficou insegura. "Só pelo fato de você estar em um lugar diferente, você não poder relaxar, são dois dias de prova, você não poder de repente acabar a prova e poder encontrar a família, ou encontrar um conhecido, dar uma volta, relaxar já complica", relata a estudante.

O edital do Enem informa que nas inscrições são usados os dados fornecidos pela escola do aluno. Se o estudante mudou de endereço deve atualizar o cadastro. O edital diz ainda que o candidato pode escolher a cidade onde fará a prova.

"Nós estamos tentando resolver todos os casos que nos chegam. Nós não tínhamos como checar isso antes de o aluno reclamar, porque ele indicou o local de prova. Se, por um erro, ele colocou errado, eu não tenho como saber. Estamos analisando e sempre que possível a gente realoca os alunos", explica Reynaldo Fernandes, presidente do Inep, órgão do MEC que aplica a prova.

O ministério recomenda aos alunos que ainda estão com problemas em relação ao local da prova que liguem para 0800-616161.

veja também