MENU

Ministério Público Federal exige transferência de livros da USP

Ministério Público Federal exige transferência de livros da USP

Atualizado: Segunda-feira, 10 Maio de 2010 as 10:20

O Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo entrou com pedido de liminar nesta quinta-feira (6) para que a Universidade de São Paulo (USP) transfira, em até 72 horas, os livros armazenados no prédio anexo à Faculdade de Direito para o prédio histórico, no Largo São Francisco, no centro da capital, onde ficavam no ano passado.

O acervo está guardado em caixas desde janeiro, no anexo localizado na Rua Senador Feijó. Estudantes informaram que a reitoria optou pela mudança para abrigar novas salas de aula no prédio histórico.

Segundo alunos, o local não oferece infraestrutura para receber os livros. ''A situação é muito ruim. Aquele não é o ambiente adequado para comportar uma biblioteca'', afirmou um estudante do 2º ano do curso de direito que prefere ter seu nome divulgado. Ainda, segundo ele, um vazamento de água teria atingido pelo menos 500 livros.

Além do retorno das obras para o prédio histórico, a procuradora Ana Cristina Bandeira Lins, responsável pelo caso, pede que a Justiça Federal determine que todas as caixas sejam abertas e os livros, armazenados em estantes, em até 15 dias.

O G1 entrou em contato com o diretor da Faculdade de Direito, Antonio Magalhães, porém um funcionário informou que ele está fora da universidade hoje e não poderia falar sobre o caso.

Foto: G1

veja também