MENU

Oferta de cursos de graduação a distância aumenta 14 vezes nos últimos seis anos

Oferta de cursos de graduação a distância aumenta 14 vezes nos últimos seis anos

Atualizado: Sexta-feira, 27 Novembro de 2009 as 12

O Censo da Educação Superior 2008, divulgado nesta sexta-feira (27) pelo Inep, orgão de pesquisa ligado ao MEC (Ministério da Educação), mostrou que houve aumento considerável no número de cursos de educação a distância disponíveis no Brasil.

No ano passado, 115 instituições ofereceram cursos de graduação a distância no país. São 18 entidades a mais que as que disponibilizaram o curso EaD (educação a distância) em 2007. No período entre 2002 e 2008, o número de universidades que oferecem cursos a distância aumentou 360%.

Em relação a quantidade de cursos ofertados por essas instituições, o relatório mostra que, em um ano, foram criados 239 novos cursos, o que representa um aumento de 58,6% de 2007 para 2008. A análise dos últimos seis anos aponta que a oferta de cursos aumentou 14 vezes, passando de 46, em 2002. para 647, em 2008.

O número de vagas oferecidas no ano passado aumentou 10,3% em comparação com 2007, ou seja, uma oferta de 158.419 vagas a mais. Nos últimos seis anos, a quantidade de vagas de EaD aumentou 70 vezes.

Enquanto no sistema de graduação presencial, em média, 45% das 2.985.137 são preenchidas, no sistema EaD - que ofereceu, em 2008, 1.699.489 -, apenas 430.259 estudantes se matricularam, ou seja, cerca de 36%.

Evasão

A comparação entre alunos que ingressaram nas instituições de ensino superior de educação a distancia em 2005 (127.014) e os que se formaram em 2008 (70.068 ) mostra que houve uma evasão de cerca de 55%.

Para Ricardo Holz, presidente da ABE-EAD (Associação Brasileira dos Estudantes de Educação a Distância), esse número é natural, já que o universitário ainda esta acostumado ao modelo de graduação presencial.

''Você tem que analisar a evasão levando em conta a dificuldade que o aluno terá em se adaptar às novas tecnologias que o EaD oferece. Ele tem dificuldade em acompanhar o material. Além disso, culturalmente, o brasileiro que procura um curso EaD não está habituado a ter aulas virtuais''.

Enquanto no sistema a distância, 37% dos estudantes terminam o curso, na educação presencial, dos 1.505.819 estudantes que começaram o curso, 800.318 concluíram. Isso revela que o percentual de concluintes em relação aos ingressantes de 2005 foi de 57,3%.

veja também