MENU

Passa um filme de todo esforço, diz campeão mundial de ensino técnico

Passa um filme de todo esforço, diz campeão mundial de ensino técnico

Atualizado: Segunda-feira, 10 Outubro de 2011 as 10:04

Willian Ramos de Souza se emociona ao mostrar a

medalha de ouro (Foto: Vanessa Fajardo/G1)

  Foram três anos de estudos, preparo e treinamento para se sair muito bem em uma prova sobre mecânica de refrigeração e ar condicionado. Este era o desafio de William Ramos de Souza na 41ª edição da World Skills, competição mundial de ensino profissionalizante, que terminou neste domingo (9), em Londres, na Inglaterra.William superou seus adversários e conquistou a medalha de ouro na modalidade. O Brasil foi vice-campeão do torneio, com 11 medalhas no total.

Morador de Brasília, Willian disse que não imaginava conquistar o primeiro lugar da modalidade de mecânica de refrigeração. “Passa um filme da história do esforço de três anos de treinamento”, afirmou. Vinte e oito brasileiros participaram do torneio. Para a maioria, foram pelo menos dois anos de preparo. O evento reuniu delegações de 51 países e cerca de mil concorrentes em quatro dias de competição.

Rodrigo Ferreira da Silva, do Rio de Janeiro, que ganhou medalha de ouro na modalidade de joalheria afirmou que o Brasil precisava do prêmio. “Agora ninguém pode falar que nosso país é ruim em joalheria.”

Durante os quatro dias de competição, Silva teve de criar dois pingentes. “Fiz uma joia exemplar, dei o meu melhor e correu tudo bem. Estou tão ansioso que não consigo nem comer e dormir bem”, disse no período da manhã, antes de saber do resultado.

Paolo Bueno, Rodrigo da Silva e Gabriel D'Espíndula também conquistaram medalhas (Foto: Vanessa Fajardo/G1)

  Ao todo foram seis medalhas de ouro nas provas de mecatrônica (Christian Alessi e Maicon Pasin), desenho mecânico (Guilherme Souza), eletrônica industrial (Gabriel D’Espindula), mecânica de refrigeração (Willian Sousa), webdesign (Natã Barbosa) e joalheria (Rodrigo Silva).

As três medalhas de prata foram conquistadas nas modalidades de polimecânica (Rodrigo Panifer), tecnologia da informação (Paolo Bueno) e design gráfico (Guilherme Vieira). As duas medalhas de bronze foram obtidas em fresagem (Tiago Carvalho) e soldagem (Lucas Filgueira).   Missão cumprida

O paranaense Gabriel D'Espindula, ouro na modalidade de eletrônica industrial, enrolado na bandeira do Brasil, contou que a sensação é de missão cumprida. “Consegui fazer o meu melhor, mas o ouro foi uma surpresa.”

Antes de saber que receberia o prêmio máximo em sua categoria, Natã Barbosa, de Santa Catarina, disse que a vida dele mudaria após a competição. “Volto para o Brasil empolgado porque sei que vão aparecer novas oportunidades.” O estudante garantiu um dos seis ouros brasileiros.

Paolo Haji de Carvalho Bueno conquistou a medalha de prata ao empatar com o concorrente da Coreia. “Foi uma distância pequena do primeiro lugar e neste momento a gente fica revivendo os erros.” Para ele, as provas surpresas foram as mais difíceis.

Para Marcelo Mendonça, um dos chefes da equipe, disse que o Brasil está no caminho certo para se tornar um país mais sustentável por meio da educação profissionalizante. “Mostramos que o retorno é bom se nos oferecem boas condições.”

Brasil levou 28 estudantes de ensino profissionalizante para o mundial na Inglaterra (Foto: Vanessa Fajardo/G1)

  Universidade

Os 28 estudantes que integraram a delegação brasileira vão ganhar bolsas de estudos para fazer universidade no Brasil ou um curso no exterior. Todas as despesas serão pagas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), inclusive para quem optar pelo curso fora do país. O anúncio foi feita na manhã deste domingo pelo presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

“O importante não é conquistar o primeiro lugar e sim competir com garra, brilhantismo e ética”, disse Andrade, na ocasião.

O próximo World Skills ocorre em 2013 na Alemanha, a edição seguinte, em 2015, será na Espanha. O Brasil vai se candidatar para sediar no Rio de Janeiro a edição de 2017.

Festa de premiação do World Skills em Londres; próximo será na Alemanha, em 2013 (Foto: Vanessa Fajardo/G1)            

veja também