MENU

PDDE capacita 600 gestores da rede pública em Fortaleza (CE)

PDDE capacita 600 gestores da rede pública em Fortaleza (CE)

Atualizado: Segunda-feira, 9 Junho de 2008 as 12

Gestores da rede pública municipal de Fortaleza serão capacitados na próxima semana no Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Agentes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) estarão na capital cearense para visitar escolas, identificar e corrigir possíveis erros na execução das ações e informar sobre as principais modificações do programa para este ano.

As visitas às unidades de ensino ocorrem nos dias 9, 10 e 11 de junho. Nos dias 12 e 13, a capacitação dos gestores deve reunir cerca de 600 participantes no Clube dos Diários (Rua E, Quadra A, nº 100, Loteamento Parque Atlântico, Dunas). Com esses eventos preventivos, o FNDE espera diminuir irregularidades na aplicação dos recursos, melhorar a execução do programa e restringir ao máximo a possibilidade de suspensão da transferência financeira do PDDE.

''As capacitações têm dado muito resultado. O número de erros cometidos diminuiu muito nos últimos anos'', afirma Abdeildes Nascimento dos Santos, coordenadora substituta de Acompanhamento de Programas do FNDE, que estará em Fortaleza.

Somente no ano passado, a Coordenação de Acompanhamento de Programas capacitou 5.560 técnicos da área de educação de 773 municípios sobre o PDDE. Foram feitas visitas de acompanhamento a 500 escolas de todas as regiões.

PDDE

Criado em 1995, o Programa Dinheiro Direto na Escola tem a finalidade de prestar assistência financeira, em caráter suplementar, às escolas públicas do ensino fundamental da rede pública e às escolas privadas de educação especial mantidas por entidades sem fins lucrativos. O objetivo é a melhoria da infra-estrutura física e pedagógica, o reforço da autogestão e a elevação dos índices de desempenho da educação básica.

Os recursos destinam-se à cobertura de despesas de custeio, como a compra de material de consumo; manutenção, conservação e reparos na unidade escolar; e pequenos investimentos em bens permanentes, como a aquisição de aparelhos de som, por exemplo. Em 2007, foram liberados R$ 498 milhões para o PDDE. Este ano, o orçamento saltou para R$ 944 milhões, montante que vai beneficiar 131 mil escolas da rede pública e mais de 27 milhões de estudantes.

veja também