MENU

Petrolina (PE) ganha universidade federal

Petrolina (PE) ganha universidade federal

Atualizado: Segunda-feira, 8 Setembro de 2008 as 12

Dia de festa em Petrolina, Pernambuco. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugurou nesta quinta-feira, 4, a primeira etapa da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). A universidade é a primeira do sertão nordestino e já nasceu com instalações em três estados do semi-árido, Pernambuco, Bahia e Piauí. ''Estamos levando oportunidades de ensino para quem antes nem imaginava que poderia entrar em uma universidade federal'', disse o presidente.

A inauguração das instalações reuniu a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, os ministros da Saúde, José Gomes Temporão, da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, José Múcio Monteiro, e da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Ronaldo Mota, além dos governadores de Pernambuco e da Bahia. ''Este é um momento muito especial para a educação brasileira. Estamos dobrando o número de vagas nas universidades federais'', ressaltou Ronaldo Mota.

Diante de tantas autoridades, uma aluna do 5º semestre de psicologia da Univasf se destacou. Janaína Nunes dos Santos, de 20 anos, foi apontada pelo presidente Lula, como exemplo da nova geração de estudantes universitários do Brasil. A mãe de Janaína recebe auxílio de R$ 96 mensais do Bolsa-Família e o irmão recebe R$ 30 do ProJovem. ''Eu jamais imaginei que poderia cursar uma universidade'', relatou. Para o presidente, a ampliação do acesso ao ensino superior trará, aos poucos, uma nova mentalidade para os estudantes de instituições públicas. ''Essa elite que termina sua faculdade e sai do país sem devolver nada para a sociedade brasileira não nos interessa'', destacou Lula.

Janaína ainda não terminou os seus estudos e já está ajudando outros estudantes. Ela dá aulas em um cursinho pré-vestibular comunitário voltado para alunos carentes e também auxilia na alfabetização de crianças da periferia de Petrolina. ''Quero muito retribuir à sociedade tudo aquilo que ela está me proporcionando na Univasf'', comentou.

Para a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o país mudou para melhor. ''No Brasil tínhamos pessoas, estados e regiões que não recebiam investimentos, que não recebiam siderúrgicas, ferrovias, educação, nada disso. Hoje lutamos pela igualdade de oportunidades neste país'', revelou.

Igualdade

A diminuição da concentração de oportunidades nos estados do Sul e Sudeste esteve presente em quase todos os discursos. Para a implementação dos três campi da Univasf, já foram repassados recursos de R$ 80 milhões do Ministério da Educação e até 2010 serão repassados outros 14 milhões. Os recursos já garantiram educação de qualidade para 2,6 mil estudantes e devem gerar 4,1 mil vagas a partir de 2010. ''O que mais escutamos nessa região é que os filhos desta terra não precisarão mais ir embora em busca de formação'', relatou o reitor da instituição, José Weber.

veja também