MENU

Piauí é o primeiro estado a aderir à campanha "Brasil Profissionalizado"

Piauí é o primeiro estado a aderir à campanha "Brasil Profissionalizado"

Atualizado: Quinta-feira, 10 Abril de 2008 as 12

O Piauí é o primeiro estado a solicitar recursos do Brasil Profissionalizado, programa do Ministério da Educação que visa o aumento da oferta de matrículas de educação profissional pública no país. Nesta quarta-feira, dia 09/04, representantes do MEC estiveram em Teresina para orientar os gestores e receber as demandas locais. Os principais pedidos foram ampliação e reforma de escolas, construção de laboratórios e capacitação de professores. A média de recursos a serem investidos por estado é de R$ 30 milhões.

Para o secretário de Educação do Piauí, Antônio José Medeiros, o programa é fundamental na criação de oportunidades educacionais, especialmente para os jovens. Roberto Lunelli, um dos coordenadores do programa, diz que o objetivo do Brasil Profissionalizado é consolidar o ensino integrado no país, combinando ensino médio com formação profissional. Outros estados também serão visitados para receber orientações.

Em 2008, o MEC vai investir R$ 210 milhões no programa. Até 2011 serão mais R$ 690 milhões. A meta é atender 800 mil alunos, capacitar 14 mil professores e construir 2.500 laboratórios.

O financiamento deve servir para construção, ampliação ou reforma de escolas públicas de ensino médio e profissional; aquisição de mobiliário, equipamentos e laboratórios destinados ao ensino profissional e tecnológico; ou ainda para compra de acervo bibliográfico. Os recursos também podem ser utilizados para a formação de professores na área de ciências (química, matemática, física e biologia).

Após aprovação dos projetos, os recursos serão repassados via convênio com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

veja também