MENU

Pluralidade cultural do Recife é exemplo de tolerância às diferenças

Pluralidade cultural do Recife é exemplo de tolerância às diferenças

Atualizado: Terça-feira, 25 Outubro de 2011 as 11:24

 Samba, frevo, hardcore, punk, pagode e muitos outros ritmos convivem, harmoniosamente, na Zona Norte do Recife, a área mais populosa da cidade, com 18 bairros. Semelhanças e diferenças se transformam em riqueza artística, que dá origem ao multiculturalismo – assunto da aula de filosofia do Projeto Educação desta terça-feira (25).

O Maestro Forró comanda a Orquestra Popular da Bomba do Hemetério (OPBH), que é formada por moradores da comunidade de Bomba do Hemetério, no bairro de Água Fria. A proposta é unir composições eruditas e populares e trazer o frevo, ritmo essencialmente pernambucano, para o cenário pop do Brasil.

Um dos convidados do DVD do Maestro Forró é o músico Cannibal, que vive na comunidade vizinha, o Alto José do Pinho. Cannibal é vocalista e baixista da banda de hardcore Devotos. Apesar de tão distantes, no palco esses dois ritmos entram em cena para exaltar a diversidade musical, no DVD do Maestro Forró chamado “Jorrando Cultura”.

“A gente anda na comunidade e ouve vários estilos de música diferentes. E todo mundo se respeitando. A gente consegue colocar todo mundo no mesmo caldeirão, mas cada um curtindo o que gosta. Estamos todos juntos, alegres. Essa é a razão de se fazer música”, conta Cannibal.

Na Zona Norte do Recife, samba também é tradição. Ramos Silva, por exemplo, tem 30 anos de carreira e uma vida dedicada à paixão por este gênero musical. O grupo Cadência também surgiu para mostrar que o samba não vai morrer tão cedo. “Não só resgatando o samba puro, mas também unindo frevo e maracatu no repertório”, conta o músico Dito do Pandeiro.

Para o professor de sociologia Fábio Medeiros, promover o multiculturalismo é provocar a interação entre os gêneros e, principalmente, gerar a tolerância e o respeito na sociedade. “Cada um tem um estilo muito próprio. Mas essa interação foi o que os aproximou. É uma mistura maravilhosa que vai gerando outras misturas e vencendo as diferenças”, afirma.    

veja também