MENU

Polícia descobre fraude em vestibular para medicina

Polícia descobre fraude em vestibular para medicina

Atualizado: Quinta-feira, 23 Dezembro de 2010 as 1:57

Seis pessoas foram detidas e liberadas após confessarem estarem envolvidas na venda do gabarito da prova da Vunesp, na última quarta-feira (22). Os fraudadores passavam, por meios de celulares e pontos eletrônicos, as respostas do vestibular para medicina da Unicastelo (Universidade Camilo Castelo Branco).

Após suspeitar de um veículo com placa de Sororcaba, a Polícia Militar de Fernandópolis abordou o motorista e encontrou todo o equipamento utilizado no esquema de fraude. Na vistoria do veículo foram achados 22 celulares, 20 chips, 23 fones de ouvido, 21 pontos eletrônicos e uma caderneta com os nomes de 19 pessoas.

Questionados, os suspeitos, moradores de Sorocaba, relataram a fraude. Durante a abordagem, os fraudadores receberam várias ligações de pessoas que compraram o gabarito e, pediam de volta os aparelhos telefônicos que haviam fornecido para o esquema. Atendidos por policiais, os candidatos também foram detidos.

Liberados após prestarem depoimento, os suspeitos foram liberados. No boletim de ocorrência, foi registrado violação de sigilo funcional. Um inquérito será instaurado para investigar o caso.

A Polícia não informou o valor cobrado pelo gabarito.

Unicastelo

A assessoria de imprensa foi procurada pelo R7, mas até o momento da publicação desta reportagem não foi encontrada para comentar a fraude, nem confirmar se o processo seletivo será cancelado.

O vestibular para 80 vagas de medicina da Unicastelo, campus Fernandópolis, foi aplicado na última quarta-feira (22). A Vunesp (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista) é também responsável pelo processo seletivo da Unesp, um dos maiores do país.

veja também