MENU

Prêmio Vivaleitura: Projetos vencedores vieram de cidades do interior do Brasil

Prêmio Vivaleitura: Projetos vencedores vieram de cidades do interior do Brasil

Atualizado: Terça-feira, 27 Outubro de 2009 as 12

São do interior do país os três projetos vencedores do Prêmio Vivaleitura 2009. A experiência do indígena xavante Ciro José Sahairo, de Mato Grosso, venceu na categoria bibliotecas. O trabalho do professor Josessandro Batista de Andrade, de Pernambuco, ganhou na categoria escolas, e o projeto da artista plástica Andréia Aparecida Donadon Leal, de Minas Gerais, na categoria instituições e pessoas físicas.

O prêmio Vivaleitura tem o objetivo de destacar projetos de incentivo à leitura. Cada premiado recebeu R$ 30 mil, em dinheiro. A solenidade de entrega dos prêmios aconteceu no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, na noite da última quinta-feira, 22. Participaram do evento os autores dos 15 projetos finalistas. O Ministério da Educação, que promove o Vivaleitura em conjunto com o Ministério da Cultura, foi representado pelo secretário de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, André Lázaro.

O Caminho da Leitura - Projeto desenvolvido em Campinápolis (MT), município distante 602 quilômetros de Cuiabá, foi o vencedor da categoria bibliotecas públicas e privadas. A iniciativa foi de professores e caciques da Aldeia Xavante Semente Viva para combater o analfabetismo indígena. O projeto, segundo Ciro José Sahairo, começou com a Expedição Vagalume, que fez a formação de mediadores de leitura na aldeia e doou 200 livros. No início, as obras eram lidas por cerca de 250 crianças e 80 adultos. Hoje o projeto está em mais seis aldeias do noroeste de Mato Grosso. Com o dinheiro do prêmio, Sahairo diz que vai construir um galpão para abrigar o acervo e adquirir mais livros.

Festival Literário do Sertão - Vencedor da categoria escolas públicas e privadas, o Festival Literário acontece ao município de Sertânia, a 316 quilômetros de Recife (PE). Começou em 2007 na escola pública Olavo Bilac, com saraus, palestras, leitura de contos e de poesias, encenações com textos de autores locais. O professor de língua portuguesa Josessandro de Andrade, um dos idealizadores do festival, diz que a retirada de livros da biblioteca da escola aumenta continuamente desde a primeira edição do evento e a produção de textos de alunos e professores cresceu com a criação do jornal de poesia O Nascer do Poeta. O próximo festival acontecerá de 15 a 17 de novembro e tem como tema os 60 anos da Escola Olavo Bilac.

Poesia Viva ? a poesia bate à sua porta - A experiência desenvolvida na cidade histórica de Mariana, em Minas Gerais, venceu na categoria instituições e pessoas físicas. É desenvolvida por poetas da Associação Aldrava Cultural, que visitam escolas, casas comerciais e residências onde lêem contos, poemas e trechos de romances e distribuem o jornal da entidade e obras literárias. Idealizado por Andréia Aparecida Donadon Leal, o Poesia Viva já expandiu suas atividades para Ouro Preto, Santa Bárbara, Ipatinga e Belo Horizonte. Os R$ 30 mil do prêmio serão aplicados na publicação de obras dos poetas da associação e na aquisição de livros para distribuição.

veja também