MENU

Professor do Mackenzie é afastado após desentendimento com aluna

Professor do Mackenzie é afastado após desentendimento com aluna

Atualizado: Terça-feira, 20 Setembro de 2011 as 4:25

O professor de direito do Mackenzie Paulo Marco Ferreira Lima foi temporariamente afastado pela universidade após uma aluna do quinto período relatar um desentendimento ocorrido entre os dois, no fim de agosto.   Segundo a estudante, o professor, que também é procurador, ameaçou mandar prendê-la durante a discussão.

De acordo com Lima, o afastamento da universidade ocorreu logo após o desentendimento e deve durar enquanto a universidade --que fez um procedimento administrativo-- apura o caso. Apesar de o afastamento ter ocorrido após o fato, ele só veio à tona agora.

O Mackenzie disse que não se manifestará sobre o afastamento por enquanto. No fim de agosto, a universidade tinha dito em nota que o caso se tratava de "um fato isolado" e disse que "todas as medidas serão tomadas pela Reitoria".

Após a divulgação do caso, a Corregedoria do Ministério Público decidiu investigar os fatos.

O CASO

De acordo com Rodrigo Rangel, diretor do centro acadêmico, a aluna abordou Paulo Marco no corredor da faculdade e ambos discutiram. O professor seguiu então para uma sala de aula, fechou a porta e a aluna tentou forçar a abertura.

Foi neste momento que o professor, evocando a sua condição de procurador, teria ameaçado mandar prender a estudante, segundo relato de Rangel. Lima não nega ter ameaçado prendê-la, mas diz que foi obrigado porque "ela passou de todos os limites".

A aluna foi conduzida à direção da faculdade e os ânimos se acalmaram.

O caso ganhou mais repercussão quando o irmão do procurador, o também professor do Mackenzie Marco Antonio Lima, saiu em defesa de Paulo Marco e acusou a aluna, em sua página no Facebook , de racismo.

A aluna, que é bolsista do ProUni (programa do governo que dá bolsa de estudo a alunos carentes), nega que tenha usado expressões racistas. Já Lima não quis falar sobre os comentários do irmão."Não vou transformar o ocorrido numa questão racial."          

veja também