MENU

Professores abordam questões sobre pré-condições e métodos para o ensino na Bienal

Professores abordam questões sobre pré-condições e métodos para o ensino na Bienal

Atualizado: Quinta-feira, 21 Agosto de 2008 as 12

Shoko Kimura, que atualmente leciona Geografia em universidades e acumula experiência de décadas no ensino público, abordou o tema ''Como ensinar Geografia hoje'', nessa segunda-feira, dia 18.

Ela disse que, em decorrência das mudanças ocasionadas pela vida moderna, a função docente também mudou. Assim, o professor que inicialmente aprendeu uma ciência acaba desempenhando outras funções em sala de aula.

''Nas escolas, creches e no fundamental ensinamos também cuidados pessoais, sociabilidade e cidadania'', diz Kimura.

Outra questão abordada por ela são as pré-condições oferecidas pelas escolas. ''O professor do sistema de ensino público dificilmente tem uma máquina de xerox, um Data-Show entre outros materiais essenciais para as aulas'', comenta a professora.

Já Ana Fani Carlos, professora Titular do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, falou sobre as dificuldades de se ensinar geografia na prática.

''Na capitalismo a natureza foi transformada em recurso natural, sendo assim, virou um produto, assim como as coisas que se tornam raridade. Qual é a finalidade do turismo ecológico além de se vender um espaço para passeio?'', questiona.

Ana Fani acredita que a humanidade está vivendo um momento em que a condição de cidadania está atrelada ao consumo. ''Paramos na banca de jornal e lá encontramos revistas que nos dizem como viver, o que comer e até como fazer sexo. Estamos vivendo em função das mercadorias, quando a situação deveria ser o contrário''.

E, para fechar a programação de segunda-feira, Gabriel Chalita abordou questões acerca do tema ''Bullying: Como proteger nossos alunos''.

Ele chamou a atenção dos presentes para as conseqüências do Bullying, um problema crescente no mundo inteiro, oriundo da falta de amizade entre pessoas, em especial crianças em fase escolar.

O termo Bullying compreende todas as formas de atitudes agressivas, intencionais e repetidas que ocorrem sem motivação evidente e são adotadas por um ou mais estudantes contra outros, causando dor e angústia, e executadas dentro de uma relação desigual de poder.

O termo foi criado nos Estados Unidos em razão do assassinato de dezenas de alunos por um estudante, que, depois de atirar em seus amigos, cometeu suicídio.

veja também