MENU

Professores consideram prova da Unicamp difícil

Professores consideram prova da Unicamp difícil

Atualizado: Segunda-feira, 22 Novembro de 2010 as 10:53

A primeira fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), realizada ontem, registrou 6,86% de abstenções. Segundo a Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest), 53.284 candidatos prestaram a prova, considerada difícil por professores, para disputar as 3.444 vagas em 66 cursos da Unicamp e dois da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp).

Apesar de a proporção de abstenções ter sido maior em relação ao ano passado (5,33%), houve um acréscimo de 300 vestibulandos neste ano, informou Renato Pedrosa, coordenador da Comvest. O gabarito será divulgado até amanhã, e a expectativa da banca de redação para os textos, até sexta-feira. A lista de convocados para a segunda fase sai no dia 20 de dezembro; a prova está marcada para os dias 16 e 18 de janeiro. Os exames de aptidão serão feitos entre 24 e 27 de janeiro, em Campinas.

Neste ano, a Unicamp fez algumas mudanças, como a introdução de 48 questões de múltipla escolha - antes a prova era inteira dissertativa - e a exigência de três redações aos candidatos - até o ano passado, era apenas uma. As questões valem metade da nota e a produção de textos, a outra metade.

Prova difícil

Professores do cursinho Objetivo afirmaram que, no geral, a avaliação deve ter sido considerada difícil pela maioria dos candidatos. "A prova de redação foi bastante difícil e trabalhosa. Por mais que os temas fossem próximos dos estudantes, foi exigido um recorte crítico para a elaboração do texto", explicou o professor de português Nelson Dutra.

Em geografia, a professora Vera Lúcia da Costa Antunes criticou as "pegadinhas". "Foi uma decepção. Havia alternativas confusas e mal escritas", disse. O professor de história Christian Focking diz que foi de nível médio quanto ao conteúdo, mas "trabalhosa". "Como eram apenas quatro alternativas, estas eram muito longas", observou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

veja também