MENU

Professores de escolas públicas estão com salário atrasado

Professores de escolas públicas estão com salário atrasado

Atualizado: Terça-feira, 15 Março de 2011 as 8:48

Um grupo de professores aprovados no último concurso para a rede estadual de ensino de São Paulo está sem receber salário desde que começaram a dar aulas, no dia 10 de fevereiro. A posse destes docentes foi realizada um mês antes, em 8 de janeiro.

Os docentes - que não davam aulas anteriormente na rede - alegam que não foram cadastrados na Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), e que a falta de pagamento seria consequência disso.

Segundo informações do jornal O Estado de S.Paulo, o problema também afeta professores temporários que já lecionavam nas escolas do Estado. Uma docente de biologia disse que, ao ser aprovada no concurso, seu cadastro anterior foi apagado.

A Secretaria Estadual de Educação afirma que os professores com vínculo com a rede – caso dos temporários – não enfrentam esse problema, pois já estão cadastrados. As correções salariais necessárias seriam feitas após o processamento do novo cadastro, diz a pasta.

A secretaria informou ainda que os novos cadastros têm um prazo para serem processados – o dia 12 de cada mês. Os professores cujos dados tenham sido incluídos no sistema do governo estadual após essa data receberão o salário apenas no mês seguinte.

Os cadastros são realizados pelas diretorias de ensino, depois que os professores começam a trabalhar.

Hipótese

A hipótese levantada pela secretaria é de que alguns cadastros tenham sido rejeitados. Há diversos motivos para uma possível rejeição: problemas com os dados bancários, carga horária incompatível, erro no código do diploma e outros.

A pasta, entretanto, diz que foram poucos os casos de cadastros rejeitados. Toda a documentação deve ser entregue pelo docente à escola onde vai lecionar, que por sua vez envia para a diretoria de ensino da região.

No início de cada mês, a Secretaria da Fazenda abre um prazo para regularizar os cadastros que foram rejeitados na Prodesp. Para isso, é necessário que a diretoria de ensino envie a documentação correta.

veja também