MENU

Secretário da Educação de SP quer fixar professor em uma única escola

Secretário da Educação de SP quer fixar professor em uma única escola

Atualizado: Quarta-feira, 2 Fevereiro de 2011 as 4:25

O secretário da Educação de São Paulo, Herman Voorwald, disse nesta quarta-feira (2) que quer vínculo do professor com uma única escola e não com várias como ocorre atualmente na rede estadual de ensino, principalmente com profissionais temporários.

“A minha proposta, que estamos discutindo com a área técnica, é que eles sejam efetivados na escola. O professor tem que estar na escola. Fixo naquela unidade, para evitar que ele tenha de estar em três ou quatro espaços, para poder fixá-lo na escola”, afirmou.

Voorwald, que assumiu o cargo em janeiro, trabalha em um projeto de revisão da carreira de professor, que inclui aumento de salários e novas contratações. “Queremos fazer com que o professor queira desenvolver uma carreira no magistério”, disse.

As afirmações foram feitas durante evento de entrega simbólica de kits escolares junto com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, em uma escola no Ipiranga, em São Paulo.

Os kits serão entregues aos 4,5 milhões de alunos da rede estadual no início das aulas, que começam em 10 de fevereiro, segundo Alckmin. De acordo com a secretaria, cada kit custou R$ 16,82 ao estado, para os pais, custaria R$ 115. No total, o investimento foi de R$ 117 milhões. Os kits incluem cadernos, lápis, canetas, lápis de cor, borracha, giz de cera e mochila, entre outros itens.

"É uma boa economia para os pais e ao mesmo tempo é importante para os alunos ter o seu material escolar. Caderno novo motiva. É uma emulação. É gostoso a gente começar o caderno escolar”, afirmou Alckmin.

Por Fernanda Nogueira

veja também