MENU

Secretário da Educação de SP recebe grevistas e propõe negociações

Secretário da Educação de SP recebe grevistas e propõe negociações

Atualizado: Quinta-feira, 8 Abril de 2010 as 12

Representantes dos professores grevistas da rede estadual de São Paulo reuniram-se com o secretário da Educação do estado, Paulo Renato, nesta quarta-feira, dia 7, na sede do órgão.

De acordo com nota do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), o governo não ofereceu proposta de reajuste salarial. Porém, de acordo com a Secretaria de Educação, foi proposta a abertura de uma mesa de negociações sobre as reivindicações apresentadas pelos sindicalistas.

A Apeoesp também diz que será informada sobre o corte de ponto dos grevistas e o pagamento dos dias parados até esta quinta, dia 8. Em nota, os grevistas afirmam que devem realizar nova assembleia estadual, às 14h desta quinta, no vão livre do Masp na avenida Paulista.

Saiba mais

Os docentes reivindicam reajuste salarial de 34,3% e afirmam que estão com os salários congelados há cinco anos. Além disso, eles se opõem à incorporação da gratificação em três parcelas anuais.

Segundo o governo, a folha de pagamentos da Secretaria de Educação cresceu 33% entre 2005 e 2009, passsando de R$ 7,8 bilhões para R$ 10,4 bilhões. Em relação às gratificações, segundo a Secretaria, são feitas na medida das disponibilidades orçamentárias.

A Secretaria havia divulgado no início da greve que os professores participantes do movimento teriam desconto salarial relativo às faltas. Além disso, perderiam participação no Bônus por Resultados, que paga anualmente até 2,9 salários para as equipes escolares que superarem suas metas e, também, no Programa de Valorização pelo Mérito, que permite aumentos salariais de 25%.

veja também