MENU

Secretário de Educação fecha parceria para implantação de novas tecnologias em sala de aula

Secretário de Educação fecha parceria para implantação de novas tecnologias em sala de aula

Atualizado: Quarta-feira, 27 Maio de 2009 as 12

O secretário Estadual de Educação, Paulo Renato Souza, assinou nesta terça-feira, 26 de maio, na escola Professora Paulina Rosa, em Hortolândia, um projeto em parceria com a Fundação Telefônica para implantação de novas tecnologias em sala de aula. Cada escola que integra o projeto receberá um conjunto de 45 laptops para os alunos e um para o professor, um projetor multimídia, além de infraestrutura de acesso à internet sem fio e servidor gratuito.

"Este projeto é importante para ampliar o uso da tecnologia como ferramenta pedagógica. Ele tem características inovadoras porque os equipamentos é que vão até as salas de aula, não são fixos. Não resta nenhuma dúvida de que a informática veio para ficar nas escolas", afirma o secretário Paulo Renato Souza.

A primeira fase do projeto alcançará cerca 5.500 alunos da rede estadual, nos municípios de Campinas, Hortolândia, Bebedouro e Diadema, que serão conectados a outros 13 países por meio da utilização da internet e de computadores portáteis nas escolas.

Também é oferecido curso de capacitação aos professores e um ano de apoio aos docentes envolvidos no trabalho. Além disso, o Canal do Educador Pró-Menino, uma rede de informações, permitirá a troca de resultados conquistados nas outras 125 escolas da América Latina, vinculadas ao projeto.

A iniciativa foi implantada no ano passado, na Escola Estadual Simon Bolívar, em Diadema. A experiência positiva permitiu que o programa fosse expandido.

Pró-menino

As escolas selecionadas pelo projeto estão vinculadas a outro programa realizado pela parceria entre a Secretaria e Fundação Telefônica, o Pró-Menino, que já beneficia 8 mil crianças em 11 unidades de ensino e tem como foco combater o trabalho infantil por meio da educação de qualidade. Essa iniciativa também será ampliada em 2009, chegando a mais 10 escolas da rede.

veja também