MENU

Senado adia votação do 14º salário para professores

Senado adia votação do 14º salário para professores

Atualizado: Terça-feira, 3 Novembro de 2009 as 12

A Comissão de Educação e Cultura do Senado transferiu para a próxima semana a votação do projeto que concede 14º salário a professores da rede pública estadual e municipal.

O objetivo da proposta é estimular os professores a elevarem o nível de ensino das escolas públicas, concedendo um salário extra aos mestres de instituições que conseguirem aumentar a nota dos alunos no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). O índice é calculado com base no desempenho dos estudantes na Prova Brasil e no Censo Escolar.

A votação foi adiada porque a senadora Fátima Cleide (PT-RO) sugeriu que a comissão faça consultas a prefeitos e governadores antes de aprovar a proposta.

De acordo com o projeto, professores de escolas que dobrarem o atual índice obtido no Ideb e instituições públicas que alcançarem mais de 7 no ranking que vai até 10 receberão o 14º como abono.

Segundo o último resultado do Ideb, menos de 600 escolas públicas brasileiras tiveram desempenho de 7 ou mais. O índice médio do Ideb das escolas públicas é 4,0. Se for aprovada na Comissão de Educação, a proposta ainda será analisada pelas comissões de Assuntos Econômicos e Assuntos Sociais.

veja também