MENU

Todas as escolas públicas podem copiar a Provinha na página eletrônica do Inep

Todas as escolas públicas podem copiar a Provinha na página eletrônica do Inep

Atualizado: Terça-feira, 29 Abril de 2008 as 12

Responder como está a alfabetização das crianças das redes públicas é um desafio que têm, em 2008, os 5.564 municípios do país. A aplicação da Provinha Brasil nas turmas de alfabetização não é obrigatória, mas é um instrumento de auto-avaliação que o MEC oferece aos gestores do ensino fundamental e aos professores. Do conjunto de municípios, os 3.133 com os menores índices de desenvolvimento da educação (Idebs) receberão o material e as orientações impressos. Os demais têm acesso ao kit da Provinha Brasil pela internet.

Dados da Coordenação de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC) indicam que foi concluída na última sexta-feira, 25, a postagem do kit para os 3.133 municípios. Por orientação da secretaria, a gráfica que reproduziu as provas e as orientações aos gestores e professores postou primeiro os materiais para os municípios mais distantes, começando pelas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e depois para o Sudeste e o Sul. A Provinha Brasil foi elaborada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em conjunto com a SEB.

Técnicos da Coordenação de Ensino Fundamental da SEB explicam que a Provinha é um instrumento dos municípios e que gestores, diretores e professores vão escolher o melhor momento de aplicá-la. Um dos objetivos do teste é identificar possíveis dificuldades das crianças em fase de alfabetização e corrigi-las, para que elas não cheguem às séries mais avançadas sem ter consolidadas as habilidades da leitura e da escrita. No documento que trata da Provinha, o Inep diz que o teste deve ser respondido por alunos com um ano de escolarização no ensino fundamental e que os gestores deverão se responsabilizar pelo sigilo das provas, aplicação e correção.

Regiões

Três estados das regiões Nordeste e Sudeste reúnem o maior número de municípios com direito às provas impressas. A Bahia ocupa o primeiro lugar, com 385 municípios; Minas Gerais, com 307; e o Maranhão, com 207. Os estados da região Norte aparecem na relação com o menor número de municípios. Amapá e Roraima, com dez cada; Acre, com 21; e Rondônia, com 41. A lista dos 3.133 municípios com os menores índices de desenvolvimento da educação, por estado, contempla municípios de 26 estados. Apenas o Distrito Federal não receberá provas impressas.

Os demais municípios que desejam aplicar a Provinha Brasil podem copiar todo o material diretamente do sítio do Inep. Basta que o gestor preencha os campos do usuário e senha, que é a mesma usada para o Educacenso.

veja também